sicnot

Perfil

Mundo

Tropas nigerianas resgatam 829 pessoas que estavam reféns do Boko Haram

As tropas nigerianas libertaram 829 pessoas mantidas reféns pelo grupo Boko Haram, depois de ter desalojado estes combatentes de várias localidades no nordeste do país, anunciou fonte militar na quinta-feira.

Bandeira do grupo Boko Haram.

Bandeira do grupo Boko Haram.

© Joe Penney / Reuters

"As nossas corajosas tropas limparam a zona de Kala Balge dos últimos terroristas do Boko Haram que aí estavam" na quinta-feira, declarou, em comunicado, o porta-voz do exército, Sani Usman.

Segundo este, os soldados "mataram 22 terroristas e limparam 'bolsas' de terroristas em Wumbi, Tunish, Tilem e Malawaji", disse, acrescentando: "As outras localidades são Makaudari, Daima, Buduli, Sadigumo, Jiwe, Sidigeri e as aldeias de Kala".

Disse também que "as tropas socorreram 309 pessoas que estavam reféns dos terroristas",

Ainda segundo o porta-voz, os militares atacaram os combatentes do Boko Haram na localidade de Kusuma e libertaram outros 520 reféns. Três membros da insurreição foram mortos e um feito prisioneiro.

As violências do Boko Haram já causaram pelo menos 17 mil mortos no norte da Nigéria, maioritariamente muçulmano, desde 2009.

Lusa

  • O ensino à distância em Portugal
    4:12

    País

    Em Portugal, o ensino básico e secundário à distância já conta com 300 alunos e com a preciosa ajuda das novas tecnologias. É através do computador que a escola viaja e acompanha os alunos, alguns com doenças que não os permitem ir às aulas, outros que são atletas de alta competição e que têm a maior parte do tempo ocupado por treinos ou ainda os que fazem parte de famílias itenerantes, como é o caso dos que vivem no circo e andam de terra em terra.

  • Aprender a jogar badminton ao ritmo do samba
    2:54

    Mundo

    No Brasil, a correspondente da SIC foi conhecer um projeto social no Rio de Janeiro que mistura samba e desporto. Um desporto que ainda é pouco praticado mas que tem sido fundamental para transformar a vida de jovens das favelas e para descobrir novos talentos do badminton brasileiro.

    Correspondente SIC