sicnot

Perfil

Mundo

Tropas nigerianas resgatam 829 pessoas que estavam reféns do Boko Haram

As tropas nigerianas libertaram 829 pessoas mantidas reféns pelo grupo Boko Haram, depois de ter desalojado estes combatentes de várias localidades no nordeste do país, anunciou fonte militar na quinta-feira.

Bandeira do grupo Boko Haram.

Bandeira do grupo Boko Haram.

© Joe Penney / Reuters

"As nossas corajosas tropas limparam a zona de Kala Balge dos últimos terroristas do Boko Haram que aí estavam" na quinta-feira, declarou, em comunicado, o porta-voz do exército, Sani Usman.

Segundo este, os soldados "mataram 22 terroristas e limparam 'bolsas' de terroristas em Wumbi, Tunish, Tilem e Malawaji", disse, acrescentando: "As outras localidades são Makaudari, Daima, Buduli, Sadigumo, Jiwe, Sidigeri e as aldeias de Kala".

Disse também que "as tropas socorreram 309 pessoas que estavam reféns dos terroristas",

Ainda segundo o porta-voz, os militares atacaram os combatentes do Boko Haram na localidade de Kusuma e libertaram outros 520 reféns. Três membros da insurreição foram mortos e um feito prisioneiro.

As violências do Boko Haram já causaram pelo menos 17 mil mortos no norte da Nigéria, maioritariamente muçulmano, desde 2009.

Lusa

  • "Vi o Bas Doost a jorrar sangue para o chão (...) revoltei-me!"
    3:28
  • "Esta semana parecia um filme de terror"
    2:24

    Desporto

    O treinador do Sporting falou pela primeira vez à imprensa desde as agressões de que foi alvo em Alcochete. Jorge Jesus disse que a última semana "parecia um filme de terror" e deixou um agradecimento especial aos adeptos e à "capacidade emocional" dos jogadores.

  • Já se pode pescar sardinha mas há limitações

    País

    A proibição da pesca da sardinha termina hoje, podendo, até 31 de julho, os pescadores capturar 4.855 toneladas, com limites diários, medidas de proteção dos juvenis e monitorização da pescaria, disse à Lusa o Ministério do Mar.

  • Nicolas Maduro vence presidenciais na Venezuela

    Mundo

    O chefe de Estado venezuelano, Nicolas Maduro, foi declarado vencedor das eleições presidenciais de domingo pela autoridade eleitoral, com perto de 70% dos votos, depois de contados quase todos os boletins.

  • "Desfiliei-me do PS mas continuo socialista"
    1:29