sicnot

Perfil

Mundo

Secretário-geral da ONU quer fim da violência na Síria

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, apelou, na sexta-feira, em Beirute, ao fim da violência na Síria, onde a guerra iniciada há cinco anos já causou 270 mil mortos e o êxodo de milhões de pessoas.

© Brendan McDermid / Reuters

"É tempo de acabar com a violência (na Síria), de pôr fim às injustiças e de dar às pessoas a oportunidade para construírem uma vida melhor", disse Ban Ki-moon, numa conferência de imprensa, no termo de uma visita de dois dias ao Líbano.

"As Nações Unidas não pouparão esforços para pôr fim ao conflito na Síria nem para chegar a um acordo de paz justo e duradouro no Médio Oriente", disse aos jornalistas o responsável máximo pela ONU.

Ban Ki-moon reuniu-se com os dirigentes libaneses em Tripoli, no norte do país, onde se encontrou com famílias de refugiados sírios, que vivem em condições precárias.

O secretário-geral da ONU era acompanhado do presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim, e do presidente do Banco Islâmico do Desenvolvimento, Ahmad al-Madani.

O Líbano acolhe mais de um milhão de refugiados sírios e cerca de 450 mil palestinianos, registados pelas Nações Unidas, o que representa a mais elevada taxa mundial de refugiados por habitante, de acordo com a organização internacional.

Lusa

  • Trump diz que vai continuar a "ocupar-se" de Cuba

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse esta quinta-feira que vai continuar a "ocupar-se" de Cuba, após a eleição de Miguel Díaz-Canel como sucessor de Raúl Castro na presidência do país.

  • O que faz um guaxinim às duas da manhã num quartel de bombeiros?

    Mundo

    Os animais são muitas vezes os protagonistas de histórias incríveis ou até insólitas. Desde o cão mais pequeno ao urso mais assustador. Desta vez, o principal interveniente é um guaxinim, que foi levado até um quartel de bombeiros por uma dona muito preocupada. Porquê? O animal estava sob o efeito de drogas.

    SIC

  • "Por vezes até as princesas da Disney ficam apavoradas"

    Mundo

    A atriz norte-americana Patti Murin foi esta semana elogiada nas redes sociais por se preocupar com a sua saúde mental e não ter problemas em falar sobre o assunto. A artista faltou a um espetáculo da Disney, onde ia atuar, devido a um ataque de ansiedade.

    SIC