sicnot

Perfil

Mundo

Diretor de campanha de Donald Trump acusado de agredir jornalista

O diretor de campanha de Donald J. Trump, Corey Lewandowski, foi acusado de agredir uma jornalista numa conferência de imprensa a 8 de março na Florida.

Corey Lewandowski à esquerda.

Corey Lewandowski à esquerda.

© Joe Skipper / Reuters

Corey Lewandowski foi detido esta manhã e logo libertado com uma convocatória para comparecer em tribunal a 4 de maio, disse o porta-voz da polícia de Jupiter, Florida.

É acusado de ter agarrado a repórter Michelle Fields do site Breitbart que seguia Donald Trump para lhe colocar uma pergunta. O candidato dirigia-se para o fundo da sala de um clube de golfe quando a jornalista diz ter sido violentamente puxada pelo braço por Corey Lewandowski, momento testemunhado por um jornalista do Washington Post.

Michelle Fields fotografou as nódoas negras do seu braço esquerdo como prova, mas Corey Lewandowski negou sempre a acusação.

A polícia de Jupiter divulgou as imagens de videovigilância que parecem confirmar a versão da jornalista.

  • Elemento dos Super Dragões com medida de coação mais gravosa
    1:37

    Desporto

    Os seis arguidos da Operação Jogo Duplo, que investiga crimes de corrupção e viciação de resultados na II Liga de futebol, saíram em liberdade. A medida de coação mais gravosa é para um membro da claque Super Dragões, que terá de pagar uma caução de 5 mil euros.

  • Mais de 120 pessoas infetadas com hepatite A
    2:23

    País

    O surto de hepatite A já infetou 128 pessoas, 60 das quais estão internadas em hospitais de Lisboa e Coimbra. A Direção-Geral da saúde recomenda a vacinação apenas aos familiares dos doentes. Apesar de não haver ruptura de stocks, há farmácias que não têm vacinas.

  • Sobreviventes de Mossul relatam mutilações e execuções do Daesh
    1:32