sicnot

Perfil

Mundo

Diretor de campanha de Donald Trump acusado de agredir jornalista

O diretor de campanha de Donald J. Trump, Corey Lewandowski, foi acusado de agredir uma jornalista numa conferência de imprensa a 8 de março na Florida.

Corey Lewandowski à esquerda.

Corey Lewandowski à esquerda.

© Joe Skipper / Reuters

Corey Lewandowski foi detido esta manhã e logo libertado com uma convocatória para comparecer em tribunal a 4 de maio, disse o porta-voz da polícia de Jupiter, Florida.

É acusado de ter agarrado a repórter Michelle Fields do site Breitbart que seguia Donald Trump para lhe colocar uma pergunta. O candidato dirigia-se para o fundo da sala de um clube de golfe quando a jornalista diz ter sido violentamente puxada pelo braço por Corey Lewandowski, momento testemunhado por um jornalista do Washington Post.

Michelle Fields fotografou as nódoas negras do seu braço esquerdo como prova, mas Corey Lewandowski negou sempre a acusação.

A polícia de Jupiter divulgou as imagens de videovigilância que parecem confirmar a versão da jornalista.

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.