sicnot

Perfil

Mundo

Lula pode ser ministro, mas deve continuar a ser investigado diz PGR

O procurador-geral da República brasileiro considerou que o ex-presidente Lula da Silva pode assumir o cargo de ministro da Casa Civil, mas que deve continuar a ser investigado pelo juiz Sérgio Moro, responsável pelo caso Lava Jato.

Lula da Silva, antigo presidente do Brasil

Lula da Silva, antigo presidente do Brasil

© Paulo Whitaker / Reuters

Num parecer enviado esta segunda-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF), Rodrigo Janot entendeu que, do ponto de vista jurídico, não há obstáculos para a nomeação para ministro de uma pessoa investigada criminalmente.

Mas o procurador-geral da República sugeriu que existem elementos para apontar "ocorrência de desvio de finalidade" no ato da nomeação de Lula da Silva.

Neste sentido, Rodrigo Janot pediu a manutenção da investigação nas mãos do juiz federal Sérgio Moro.

A nomeação de Lula da Silva para ministro foi interpretada por alguns como uma forma de o antigo Presidente escapar ao juiz Sérgio Moro, dado que os ministros têm foro privilegiado, podendo apenas ser investigados pelo Supremo.

A nomeação de Lula da Silva para o cargo piorou ainda mais a popularidade da Presidente Dilma Rousseff, que enfrenta pedidos de impugnação.

  • "O que é isto, mamã?"
    36:23
  • O ensino à distância em Portugal
    4:12

    País

    Em Portugal, o ensino básico e secundário à distância já conta com 300 alunos e com a preciosa ajuda das novas tecnologias. É através do computador que a escola viaja e acompanha os alunos, alguns com doenças que não os permitem ir às aulas, outros que são atletas de alta competição e que têm a maior parte do tempo ocupado por treinos ou ainda os que fazem parte de famílias itenerantes, como é o caso dos que vivem no circo e andam de terra em terra.

  • Aprender a jogar badminton ao ritmo do samba
    2:54

    Mundo

    No Brasil, a correspondente da SIC foi conhecer um projeto social no Rio de Janeiro que mistura samba e desporto. Um desporto que ainda é pouco praticado mas que tem sido fundamental para transformar a vida de jovens das favelas e para descobrir novos talentos do badminton brasileiro.

    Correspondente SIC