sicnot

Perfil

Mundo

A história da foto com o pirata do ar

O jovem britânico que tirou uma fotografia ao lado do egípcio que desviou ontem para Chipre um avião da EgyptAir explica que o fez porque "não tinha nada a perder". Uma imagem surrealista que está hoje a fazer manchetes na imprensa mundial e nas redes sociais.

Ben Innes, 26 anos, que vive em Aberdeen (Escócia), posa a sorrir ao lado do egípcio que era portador de um cinto de explosivos falso e foi um dos últimos passageiros a abandonar o avião no aeroporto de Larnaca, em Chipre.

"Pensava que a bomba era verdadeira. Não tinha de qualquer maneira nada a perder em aproximar-me dele", contou Ben Innes ao tabloide britânico The Sun.

"Após cerca de meia hora no avião em Larnaca, pedi-lhe para fazer uma foto com ele enquanto todos nós aguardávamos (pela resposta às reivindicações do pirata do ar). Dei por mim a perguntar-me: 'Porquê?'. Pensei que se ele se fizesse explodir, a fotografia não existiria. Mas pensei também que poderia ser uma forma de perceber se o cinto era verdadeiro ou não", referiu.

Logo depois, acrescentou, pediu a um membro da tripulação para traduzir o pedido ao pirata do ar, que aceitou, permitindo que uma hospedeira tirasse a fotografia.

Amigos de Ben Innes, citados pelo diário britânico The Guardian, afirmaram-se, porém, "pouco espantados" com a atitude.

"Ele não tem medo de nada. Tem tudo a ver com o seu caráter", disse um dos amigos de Ben Innes, citado por outro jornal, o Telegraph.

O pirata do ar fez crer que era portador de um cinto de explosivos para convencer o piloto do Airbus A-320 da EgyptAir, que fazia a ligação entre Alexandria e o Cairo, a dirigir-se para Chipre, a cerca de 500 quilómetros da costa egípcia.

Após aterrar em Larnaca, seguiram-se seis horas de tensão, ao mesmo tempo que, aos poucos, foram sendo libertados os 55 passageiros e a tripulação.

Com Lusa

  • "Já só lhes resta uma coisa: bisbilhotar comunicações privadas"
    2:57

    Caso CGD

    O primeiro-ministro diz que o PSD atingiu o grau zero da política, quando chegou à "bisbilhotice" de querer ver as mensagens trocadas entre o ministro das Finanças e António Domingues. A polémica da Caixa Geral de Depósitos voltou a marcar o debate quinzenal, com António Costa a garantir que nunca esteve em causa a entrega de declarações da administração. Já o PSD e o CDS a acusaram o Governo de violar as regras da transparência e de oprimir os direitos da oposição.

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.