sicnot

Perfil

Mundo

ONU garante "tolerância zero" para abusos sexuais por "capacetes azuis"

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, garantiu hoje, em seu nome e no das Nações Unidas, responder com "políticas de tolerância zero" a qualquer caso de abuso sexual por parte de "capacetes azuis".

Bebeto Matthews

Numa conferência de imprensa conjunta com o primeiro-ministro sueco, Stefan Löfven, em Estocolmo, Ban Ki-moon foi inquirido sobre o tratamento dado ao cidadão sueco Anders Kompass, funcionário da ONU em Genebra que foi administrativamente sancionado por informar França de alegados abusos sexuais de crianças cometidos por soldados franceses na República Centro-Africana.

Ban Ki-moon escusou-se a falar de Kompass, mas recordou que foi ele quem tomou a decisão de criar uma comissão independente para analisar as acusações de abusos e adotar as medidas necessárias para acabar com tais práticas.

O secretário-geral da ONU pediu "perdão perante as contínuas acusações" e assegurou que a existência de uma só já é uma coisa "demasiado importante, demasiado grave".

"Qualquer acusação que surja, assegurar-nos-emos de que é investigada", garantiu, antes de prometer também que será dado apoio às vítimas e respetivas famílias.

No passado dia 11 de março, o Conselho de Segurança da ONU aprovou a primeira resolução para responder às repetidas denúncias de abusos sexuais cometidos por "capacetes azuis", apoiando a decisão de repatriar unidades reincidentes ou que não reajam adequadamente às acusações".

Lusa

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • O que muda com a saída do Procedimento por Défice Excessivo?
    2:10
  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.

  • Marcelo opta pelo silêncio sobre a eutanásia
    1:09

    Eutanásia

    Marcelo Rebelo de Sousa diz que só tomará uma posição sobre a eutanásia quando o diploma chegar a Belém. O chefe de Estado garante que vai ficar em silêncio, para não condicionar o debate e também "para ficar de mãos livres para decidir".