sicnot

Perfil

Mundo

Bélgica vai extraditar Abdeslam para França

Em desenvolvimento

A justiça belga dedidiu hoje extraditar para França Salah Absdelam, o suspeito dos atentados de Paris que foi detido em Bruxelas.

© Eric Vidal / Reuters

Abdeslam, que segundo o seu advogado aceita a extradição e está pronto para colaborar com as autoridades francesas, foi capturado em 18 de março no bairro de Molenbeek, em Bruxelas, e encontra-se detido numa prisão de segurança máxima.

"A extradição é autorizada", indicou o Ministério Público federal belga num comunicado, recordando que Salah Abdeslam tinha manifestado vontade de ser extraditado para França.

"As autoridades belgas e francesas vão agora analisar, em conjunto, como prosseguir na execução da extradição", acrescentou a nota informativa.

O pedido para a entrega de Salah Abdeslam às autoridades francesas foi hoje avaliado na câmara do conselho do tribunal de recurso de Bruxelas, numa audiência à porta fechada.

Mas Salah Abdeslam não chegou a sair da prisão de Bruges (noroeste), onde está detido.

Um magistrado do Ministério Público federal belga deslocou-se hoje ao estabelecimento prisional de segurança máxima para ouvir o suspeito.

"Dado o consentimento explícito de Salah Abdeslam para ser entregue às autoridades francesas, ele tinha ainda de ser ouvido por um magistrado federal, em conformidade com a lei", explicou o Ministério Público.

Salah Abdeslam, um francês de origem marroquina nascido em Bruxelas há 26 anos, é o único sobrevivente do grupo de atacantes que realizaram os atentados de 13 de novembro de 2015 em Paris, que fizeram 130 mortos.

O advogado de Salah Abdeslam, Cedric Moisse, já tinha afirmado que o seu cliente aceitava a extradição.

"Salah Abdeslam quer ser entregue às autoridades francesas", afirmou Moisse, em declarações aos jornalistas em Bruxelas.

"Também posso confirmar que ele quer cooperar com as autoridades francesas", acrescentou o advogado.

Com Lusa
Última atualização às 18:28

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.