sicnot

Perfil

Mundo

Dez detidos à margem de manifestação contra reforma laboral em França

Uma dezena de pessoas foi detida hoje em Paris por lançar projéteis à margem de uma manifestação contra o projeto do governo de reforma laboral, acusado de favorecer a precarização.

© Benoit Tessier / Reuters

Confrontos marcaram várias manifestações em França onde dezenas de milhares de opositores ao projeto desceram às ruas.

Em Rennes e Nantes, no noroeste do país, a polícia respondeu com gás lacrimogéneo ao lançamento de projéteis.

Várias centenas de milhares de manifestantes eram esperados nas ruas em todo o país em resposta ao apelo dos sindicatos contestatários que exigem a retirada do projeto de lei.

Ao final da manhã, encontravam-se cerca de 20.000 manifestantes em Toulouse (sudoeste), segundo a polícia, 6.000 em Rouen (noroeste), 7.000 em Grenoble (leste), 5.000 em Clermont-Ferrand (centro).

O dia de contestação é marcado também por greves, enquanto cerca de 200 escolas secundárias em todo o país foram bloqueadas por estudantes ou encerradas pelas direções para proteger professores e alunos.

As greves afetam sobretudo os transportes públicos, com metade dos comboios regionais a funcionarem, enquanto no metro parisiense estarão a circular três em cada quatro comboios. O transporte aéreo regista perturbações devido a uma greve dos controladores.

Uma jornada de protesto semelhante, a 09 de março, juntou mais de 200.000 manifestantes (450.000 segundo os organizadores) e várias dezenas de milhares de jovens e trabalhadores manifestaram-se igualmente a 24 de março contra o projeto de lei.

Estas últimas manifestações registaram um balanço de 40 detidos e danos materiais, incluindo alguns automóveis queimados, em todo o país.

A reforma é vista pelos contestatários como uma "soma de regressões históricas", ao "facilitar os despedimentos", permitir alargar o horário de trabalho e dar primazia aos acordos de empresa sobre os acordos coletivos.

Lusa

  • A proposta dos partidos para a redução da dívida
    1:55

    Economia

    O PS e o Bloco de Esquerda querem mais 45 anos para pagar as dívidas à UE e juros mais baixos. As medidas fazem parte da proposta para a redução da dívida pública. No relatório que será enviado ao Governo, não é pedido perdão da dívida como os partidos da esquerda chegaram a defender.

  • Ministros de Governos de Sócrates ouvidos pelo Ministério Público
    1:54
  • Suspeito de atropelamento mortal fala de acidente 
    2:00
  • "Têm um verdadeiro amigo na Casa Branca"

    Mundo

    O Presidente norte-americano reafirmou esta sexta-feira o apoio ao direito de porte de armas no país, sublinhando, numa convenção daquele 'lobby', que "o ataque de oito anos às liberdades consagradas no Artigo 2.º [da Constituição]" terminou.

  • A história de Macron e Brigitte Trogneux, 25 anos mais velha
    1:25

    Eleições França 2017

    A segunda volta das eleições francesas acontece já no próximo dia 7 de maio. Caso Emmanuel Macron seja eleito, o país terá como primeira-dama uma mulher 25 anos mais velha do que o Presidente. Brigitte Trogneux tem 64 anos e Macron 39, conheceram-se no liceu privado de jesuítas, em Amiens. Brigitte era a professora e Macron o aluno. Conheça a história do casal. 

  • Autoridades garantem ter evitado novo ataque terrorista em Londres
    0:59

    Mundo

    A polícia britânica garante que evitou um novo atentado em Londres. Mulher baleada faz parte das oito pessoas que foram detidas numa operação antiterrorista na capital britânica e no sul de Inglaterra. A operação realizou-se após a detenção de um homem com três facas, nas imediações do Parlamento britânico.

  • Presidente da Macedónia convocou reunião de emergência

    Mundo

    O Presidente da Macedónia, Gjorge Ivanov, convocou esta sexta-feira uma reunião de emergência com líderes políticos, após manifestantes, maioritariamente apoiantes da maioria conservadora, invadirem o Parlamento e atacarem deputados da oposição, fazendo 77 feridos.

  • Polícia espanhola divulga imagens de operação anti-jihadista

    Mundo

    A polícia espanhola divulgou esta sexta-feira novas imagens da operação anti-jihadista levada a cabo na terça-feira em Barcelona. Sabe-se agora que dois dos nove suspeitos detidos podem estar relacionados com a célula terrorista de Bruxelas, responsável pelos ataques no Aeroporto de Zaventem e no metro da capital belga.

  • Menina que nasceu com três pernas já corre

    Mundo

    Uma criança do Bangladesh que cresceu com três pernas vai regressar a casa, depois de uma viagem até à Austrália, onde foi operada para retirar o membro a mais. Como resultado de um gémeo que não se formou por completo, a criança de três anos nasceu com uma terceira perna na pélvis. Alguns meses após a cirurgia, feita em novembro, a menina já corre.