sicnot

Perfil

Mundo

Tribunal para a ex-Jugoslávia absolve ultranacionalista sérvio Vojislav Seselj

O Tribunal Penal Internacional para a ex-Jugoslávia (TPI-J) absolveu hoje o ultranacionalista sérvio Vojislav Seselj, acusado de nove crimes de guerra e crimes contra a humanidade cometidos nas guerras dos Balcãs dos anos 1990.

© Marko Djurica / Reuters

Ao anunciar o inesperado veredicto, pronunciado na ausência do acusado, o juiz Jean-Claude Antonetti afirmou que a acusação não conseguiu provar as acusações. "Vojislav Seselj é agora um homem livre", disse.

Seselj, 61 anos, era acusado de nove crimes de guerra e crimes contra a humanidade, cometidos entre 1991 e 1994 na Bósnia, Croácia e Sérvia com o objetivo de unir "todos os territórios sérvios" numa "Grande Sérvia".

Os procuradores do tribunal acusaram-no de responsabilidade no assassínio de muitos croatas, muçulmanos e outros civis não-sérvios e da deportação de "dezenas de milhares" de vastas zonas da Bósnia-Herzegovina, Croácia e Sérvia, enquanto líder de uma força paramilitar conhecida como "os homens de Seselj".

O coletivo de juízes, que aprovou o veredicto por maioria, considerou no entanto que a acusação continha muitas "confusões" e "ambiguidades", não conseguindo clarificar o contexto em que os factos ocorreram.

A acusação, "na melhor das hipóteses, apresentou uma interpretação que oculta a forma como os acontecimentos decorreram e, na pior, a distorce em relação às provas apresentadas ao tribunal".

Os juízes concordaram no entanto que durante os conflitos que levaram ao desmembramento da Jugoslávia "Seselj era impulsionado por uma inflamada ambição política para criar a Grande Sérvia", mas consideraram que esse era, "por princípio, um plano político e não um plano criminoso".

"Muitas das provas demonstram que a colaboração [de Seselj] visava defender os sérvios e os territórios tradicionais sérvios, ou preservar a Jugoslávia, mas não cometer os alegados crimes", concluíram.

E, segundo os juízes, Seselj não tinha qualquer "responsabilidade hierárquica" sobre os seus homens quando estes foram integrados em unidades regulares do exército sérvio.

Vojislav Seselj, fundador do Partido Radical Sérvio, entregou-se voluntariamente ao TPI-J em 2003. Em 2014 foi autorizado a regressar a Belgrado para tratar um cancro do cólon e, desde então, recusou regressar voluntariamente a Haia.

"Não me arrependo uma única vez da luta contra o tribunal anti sérvio", disse recentemente numa entrevista.

Lusa

  • Mais de um milhão de crianças em risco de morrer à fome
    1:23

    Mundo

    Cerca de 1.4 milhões de crianças estão em risco iminente de morrer à fome. Deste modo, a UNICEF faz um apelo urgente de cerca de 230 milhões de euros para levar nos próximos meses comida, água e serviços médicos a estas crianças. As imagens desta reportagem podem impressionar os espectadores mais sensíveis.

  • Vídeo amador mostra destruição na Síria
    1:04

    Mundo

    A guerra na Síria continua a fazer vítimas mortais. Um vídeo amador divulgado esta segunda-feira mostra o estado de uma localidade a este de Damasco, depois de um ataque aéreo no fim-de-semana. No ataque, 16 pessoas morreram e há várias dezenas de feridos.

  • Partidos querem eleições a 1 de outubro
    1:35
  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32
  • Homem que esfaqueou mulher em Esmoriz é acusado de homicídio qualificado
    1:24

    País

    O homem que no sábado esfaqueou a mulher em Esmoriz está acusado de homicídio qualificado. O arguido de 50 anos foi ouvido esta segunda-feira pelo juiz de instrução e ficou em prisão preventiva, uma medida fundamentada pelo perigo de fuga e de alarme. O homem remeteu-se ao silêncio durante o interrogatório, no Tribunal de Aveiro.

  • Homem condenado a oito anos e meio por abuso sexual da mãe
    1:10

    País

    O Tribunal de Coimbra condenou esta segunda-feira um homem de 53 anos a oito anos e meio de prisão por abuso sexual da mãe e ainda por crimes de roubo e coação. A mãe, de 70 anos, sofria de problemas nervosos e consumia bebidas alcoólicas com frequência, tendo sido vítima de abuso sexual por parte do filho enquanto dormia. Os crimes cometidos remetem para o início de 2016, depois do homem já ter cumprido outras penas de prisão em Espanha.

  • Jovem de 21 anos morre colhida por comboio na linha da Beira Baixa
    0:43

    País

    Uma jovem de 21 anos morreu esta segunda-feira ao ser atropelada pelo comboio Intercidades à saída da estação de Castelo Branco, na linha da Beira Baixa. A vítima foi colhida pelo comboio que seguia no sentido Lisboa-Covilhã ao atravessar a linha de caminho de ferro. Este é um local onde não existe passagem de nível, mas habitualmente muitas pessoas arriscam fazer a travessia da linha.

  • Banco do Metro com pénis gera polémica no México

    Mundo

    Um banco em formato de homem com o pénis exposto, numa das carruagens de Metro da Cidade do México, está a gerar polémica. A iniciativa integra uma campanha contra o assédio sexual de que as mulheres são vítima no país.