sicnot

Perfil

Mundo

Hacker garante ter ajudado Peña Nieto a ganhar eleições no México

O pirata informático Andrés Sepúlveda afirmou, numa entrevista à Bloomberg Businessweek, que ajudou o Presidente do México, Enrique Peña Nieto, a ganhar as eleições de 2012, e interveio em eleições de outros oito países, como Colômbia, Panamá e Venezuela.

© Edgard Garrido / Reuters

"O meu trabalho era fazer ações de guerra suja e operações psicológicas, propaganda negra, rumores, enfim, toda a parte obscura da política que ninguém sabe que existe, mas que todos veem", afirmou o hacker colombiano, numa extensa entrevista à revista norte-americana a que o Governo de Peña Nieto já reagiu, negando as acusações.

Sepúlveda, que cumpre uma pena de dez anos de prisão no seu país, explicou que ajudou a manipular as eleições de nove países da América Latina, mediante o furto de dados, a instalação de programas maliciosos e através de burlas nas redes sociais.

Os países em causa são: Nicarágua, Panamá, Honduras, El Salvador, Colômbia, México, Costa Rica, Guatemala e Venezuela.

O pirata informático, de 31 anos, ideologicamente próximo da direita, afirmou ter passado oito anos a viajar no continente americano a manipular as principais campanhas políticas.

Está preso na Colômbia por usar software malicioso, conspirar para praticar delitos, violação de dados e espionagem ligados às eleições desse país em 2014.

Na entrevista à edição digital da Bloomberg Businessweek, Sepúlveda garante que o trabalho realizado para a campanha Peña Nieto foi, de longe, "o mais complexo" que fez e custou 600 mil dólares norte-americanos.

A fim de ajudar Peña Nieto a vencer as eleições, Sepúlveda disse que liderou uma equipa formada por seis hackers que furtaram estratégias de campanha, manipularam redes sociais para criar falso entusiasmo e instalaram spyware (programa informático de espionagem) nas sedes de campanha da oposição.

O Governo do México já negou hoje a realização de ações de espionagem e manipulação de opinião pública nas redes sociais durante a campanha presidencial de 2012, como assegurou o hacker, que disse ter sido contratado por partidários de Enrique Peña Nieto para garantir que teria vantagem nas primeiras sondagens da campanha presidencial.

"Rejeitamos qualquer relação da equipa da campanha presidencial de 2012 com Andrés Sepúlveda", defendeu o Governo mexicano num comunicado em que também se manifestou contra "o uso da informação e metodologia apresentadas pelo referido artigo".

Lusa

  • França e Rússia criam grupo de trabalho contra o terrorismo
    1:00

    Mundo

    França e Rússia vão criar um grupo de trabalho para lutar contra o terrorismo. A proposta partiu do Presidentre francês e foi anunciada por Vladimir Putin. Na conferência de imprensa conjunta, o Presidente russo explicou que ambos falaram também da Coreia do Norte.    

  • Obrigada a vir dos EUA, de 3 em 3 semanas, para ver o filho
    2:00
  • Marcelo diz que Europa não deve contar com benevolência dos aliados 
    1:19

    País

    O Presidente da República concorda com Angela Merkel, que este domingo defendeu que a Europa já não pode confiar a 100% nos países aliados. Numa conferência sobre o futuro da Europa, Marcelo Rebelo de Sousa defendeu que a União Europeia tem de assumir responsabilidades e protagonismo e não pode contar com a iniciativa e a benevolência dos aliados.

  • Novos casos de tuberculose caíram para metade

    País

    Portugal reduziu para metade o número de novos casos de tuberculose entre 2000 e 2016, segundo um relatório hoje divulgado, que mostra que, no ano passado, a taxa de incidência da doença foi de 18 por 100 mil habitantes.

  • Julgamento de Pedro Dias só deve começar após as férias judiciais
    2:59

    País

    O Tribunal da Guarda vai juntar o homicídio de Liliane Pinto ao processo principal dos crimes de Aguiar da Beira. Pedro Dias será interrogado em julho, mas o julgamento só deve começar depois das férias judiciais. No interrogatório judicial de 10 de novembro do ano passado, Pedro Dias ficou em silêncio.

  • Angola confirma pela 1ª vez que José Eduardo dos Santos está em Espanha por motivos de saúde

    Mundo

    É a primeira vez que o governo de Luanda admite, oficialmente, que o Presidente José Eduardo dos Santos sentiu-se mal e está a receber assistência médica em Espanha. Com 74 anos, os últimos 38 como Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos tem feito visitas regulares a Barcelona para efetuar exames médicos, mas nem uma palavra sobre as suspeitas de que o Chefe de Estado angolano teria sofrido um AVC recentemente.

  • Merkel sugere que a Europa já não pode contar com aliados como os EUA
    1:45

    Mundo

    Depois das cimeiras do G7 e da NATO,e sem nunca mencionar Donald Trump, a chanceler alemã diz que é tempo de cada país tomar conta do próprio destino. As declarações de Angela Merkel foram feitas em Munique numa ação de campanha da CDU e evidenciam incómodo em relação às posições manifestadas pelos EUA.

  • Bombeiro alvejado durante assalto em Buenos Aires
    1:07

    Mundo

    A polícia argentina está a investigar o assalto e a agressão a tiro a um bombeiro em Buenos Aires. O homem de 30 anos foi atacado por três jovens, o momento foi captado pelas câmaras de videovigilância. As imagens mostram o exato momento em que o bombeiro foi atacado pelo grupo, perto de um quiosque de alimentação automático. De acordo com as informações disponíveis, a vítima terá sido alvejada seis vezes.