sicnot

Perfil

Mundo

Dez conselhos que os norte-americanos devem ler antes de se mudarem para Portugal

Escreve o Huffigton Post, para o público norte-americano, que mudar para Portugal até é uma boa ideia. Tem boa comida, vinho barato e ótimo clima. Faz ainda uma lista com 10 conselhos. Veja quais são.

© Rafael Marchante / Reuters

São dez dicas consideradas úteis para os norte-americanos que queiram mudar de vida e de país. Neste caso, para Portugal. O artigo é da responsabilidade de Dimitris Vlachos que considera que mudar-se para Portugal é uma boa ideia. Não sem antes ler com atenção estas dicas.

1. Não se mudar sem ter emprego.

2. Portugal é muito mais socialista que os EUA (acesso à saúde é para todos)

3. Aprender a dizer algo mais para além de "oberigadou" (por causa dos mais velhos que apresentam mais dificuldades)

4. Tempo é dinheiro. (alerta para as longas filas e para os almoços que podem durar 2:30)

5. A comida é deliciosa

6. Conversas normais podem soar a discussões

7. Nem sempre está sol

8. Há pouca variedade de café e poucos Starbucks

9. Família sempre em primeiro lugar

10. São vários: Usar transportes públicos, cuidado com os taxistas, não larguem os pertences, etc.

  • Porto, Lisboa: Na Rota do Mundo

    Grande Reportagem SIC

    Porto e Lisboa vivem tempos de euforia em torno do turismo, com o surgimento de inúmeras atividades ligadas à hotelaria, transportes, restauração, lazer, cultura e serviços, e hordas de cidadãos estrangeiros que demandam os portos e os aeroportos das duas principais cidades portuguesas. Hoteis e hostels despontam como cogumelos; as ruas da baixa de Lisboa foram invadidas por tuk-tuks que obrigaram a Câmara a limitar a circulação; a Livraria Lello, no Porto, passou a cobrar bilhetes para organizar as visitas dos turistas estrangeiros que ali acorrem aos milhares. Porto e Lisboa somam distinções internacionais e estão definitivamente na moda mas há quem olhe com apreensão para esta espécie de "corrida ao ouro". Os bairros históricos estão a ser tomados de assalto pelos hoteis e pelos chamados "alojamentos locais", o que levou já o presidente da Junta de Freguesia da Zona Histórica do Porto a sugerir o estabelecimento de quotas para moradores. De outro modo, como já alguém disse, "um destes dias vai ser preciso contratar figurantes para fazerem de conta que residem nos locais mais procurados pelos turistas".

  • Portugal venceu 16 óscares do turismo
    2:25

    País

    Os World Travel Awards são os mais importantes prémios do setor turístico. Do Algarve a Lisboa passando pela Madeira, o destino Portugal conquistou o mesmo número de galardões que já tinha conquistado o ano passado.

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.