sicnot

Perfil

Mundo

Ex-governante argentino ouvido hoje em tribunal por negócio com Portugal e Espanha

O antigo secretário dos Transportes da Argentina Ricardo Jaime deverá ser presente hoje a tribunal em Buenos Aires para responder por alegados crimes de peculato no âmbito da compra de carruagens à CP e a Espanha em 2005.

Reuters

De acordo com a agência de notícias espanhola EFE, Ricardo Jaime entregou-se no domingo na esquadra da polícia da província de Córdoba, centro do país, depois de ter tido conhecimento de uma ordem judicial que pedia a sua detenção.

O antigo secretário de Estado dos Transportes permanecia, no domingo, detido no edifício Centinela, em Buenos Aires, na sede da polícia.

Ricardo Jaime, homem de confiança do ex-Presidente Néstor Kirchner, passou a noite detido na Unidade Especial de Investigação e Procedimentos Judiciais, no edifício da Centinela no bairro de Retiro, em Buenos Aires.

O juiz Julián Ercolini decidiu há uns dias deter Ricardo Jaime, que passou pelos governos de Néstor Kirchner (2003-2007) e Cristina Kirchner (2007-2015), e do seu assessor Manuel Vázquez devido à compra de carruagens e locomotoras usadas de Espanha e de Portugal.

Em 2014, a venda de carruagens usadas à Argentina foi o motivo que desencadeou a investigação, que levou a Polícia Judiciária a fazer buscas na CP - Comboios de Portugal.

Em causa estavam indícios de corrupção ligados a um negócio feito pela CP há uns anos, de venda de carruagens usadas para a Argentina.

Em 2005, a CP vendeu 2.135 toneladas de "material circulante" (carruagens e locomotivas) destinado aos caminhos-de-ferro da Argentina.

O negócio destas carruagens e locomotivas, fechado por 6,9 milhões de euros, foi celebrado pela CP e pela então secretária de Estado dos Transportes de Portugal, Ana Paula Vitorino, com o departamento governamental homólogo da Argentina.

Este contrato foi celebrado durante uma visita a Portugal, em 31 de maio de 2005, do então secretário de Estado dos Transportes argentino, Ricardo Jaime, no contexto das relações económicas entre os dois países.

Tratava-se de material circulante que a CP tinha desativado em 2003, em consequência da progressiva eletrificação e modernização das ferrovias portuguesas, e que foi revisto pela Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário, do grupo CP.

Lusa

  • Manuel Valls diz que Trump fez declaração de guerra à Europa

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro francês Manuel Valls, aspirante a candidato socialista às presidenciais deste ano, considerou esta segunda-feira como uma "declaração de guerra" as afirmações do futuro Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a União Europeia.

  • Morreu o último homem que pisou a Lua

    Mundo

    O astronauta norte-americano Eugene Cernan, o último homem a pisar a Lua, morreu esta segunda-feira aos 82 anos, informou a agência espacial norte-americana, NASA.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.