sicnot

Perfil

Mundo

Ex-primeira-ministra da Nova Zelândia candidata-se a secretária-geral da ONU

A diretora do Programa da ONU para o Desenvolvimento (PNUD) e antiga primeira-ministra da Nova Zelândia, Helen Clark, anunciou hoje a sua candidatura a secretária-geral das Nações Unidas.

© Brendan McDermid / Reuters

"Estou a candidatar-me com base na minha experiência comprovada em liderança durante quase três décadas, tanto no meu país como, aqui, nas Nações Unidas", afirmou Helen Clark à agência noticiosa AFP.

Helen Clark, que foi primeira-ministra da Nova Zelândia entre 1999 e 2008, cumprindo três mandatos, considerou também ter a "experiência" e os "atributos necessários para o trabalho".

Em 2009, iniciou funções como diretora do Programa da ONU para o Desenvolvimento.

Na corrida a secretário-geral da ONU está também o antigo primeiro-ministro português António Guterres, que no final de 2015 cessou funções como Alto Comissário da ONU para os Refugiados.

Lusa

  • Corpos de portuguesas trasladados segunda-feira 
    1:27
  • Incendiários vão passar o verão com pulseira eletrónica

    País

    Os tribunais vão poder condenar os incendiários a penas de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, durante as épocas de incêndio. A nova lei foi aprovada na semana passada, na Assembleia da República, e aguarda a promulgação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

  • Estado vai tomar posse de terras abandonadas

    País

    O Governo vai recorrer ao Código Civil para permitir que o Estado tome posse de terras ao abandono. À margem da entrevista ao Expresso, o primeiro-ministro anunciou que o Governo irá acionar o artigo 1345º do Código Civil, que estabelece que as coisas imóveis sem dono conhecido se consideram do património do Estado.

  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22