sicnot

Perfil

Mundo

Kremlin diz que Putin e a Rússia são alvos da investigação "Panama Papers"

A presidência russa afirmou hoje que a investigação internacional sobre paraísos fiscais, designada "Papéis do Panamá", assenta em invenções e falsificações e visa desestabilizar a Rússia.

reuters

"Embora o presidente Putin não figure de facto [na investigação], é claro que o alvo principal é Putin, a Rússia, o nosso país, a nossa estabilidade e as próximas eleições. Trata-se de desestabilizar o país", afirmou o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

O porta-voz afirmou que não há "nada de concreto ou de novo" sobre o presidente russo, Vladimir Putin, atribuindo as referências ao seu nome como consequência de uma "Putinofobia": "O nível de Putinofobia chegou a um nível tal que é impossível dizer qualquer coisa positiva sobre a Rússia 'a priori'", disse.

Peskov disse ainda que a investigação foi realizada por ex-membros da CIA ou do Departamento de Estado norte-americano: "Conhecemos esta denominada comunidade jornalística", disse, referindo-se ao Consórcio Internacional de Jornalismo de Investigação, que divulgou os "Papéis do Panamá". "Há muitos jornalistas cuja profissão principal é improvável que seja o jornalismo, muitos antigos membros do Departamento de Estado, da CIA e de outros serviços especiais".

O porta-voz recusou comentar as informações contidas nos documentos, afirmando haver "falta de pormenores" e serem "baseadas em alegações e especulações": "Com base no que disse, não queremos responder e não vamos responder".

A investigação, já considerada a maior fuga de informação de sempre, com 11,5 milhões de documentos, lista bens registados em paraísos fiscais de centenas de pessoas, entre as quais 140 dirigentes ou ex-dirigentes políticos.

Na lista figuram vários colaboradores e amigos do presidente russo, mas o nome de Putin não consta da lista.

Os documentos, sobre cerca de 214.000 empresas 'offshore', são provenientes da empresa Mossack Fonseca, uma sociedade de advogados com sede no Panamá e escritórios em mais de 35 países

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • Proteção Civil aponta falhas do SIRESP, operadora diz que esteve à altura do fogo
    4:22
  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Mulher atira moedas para o motor do avião por superstição

    Mundo

    As superstições levam as pessoas a fazer coisas bizarras e até, mesmo, perigosas. Este foi o caso de uma mulher chinesa que decidiu atirar moedas para o motor de um avião, para garantir boa sorte na viagem, que estava prestes a fazer. Contudo, a ação obrigou ao atraso do voo que partia de Xangai, numa companhia aérea chinesa.

  • Modelo italiana atacada com ácido volta ao trabalho

    Mundo

    Gessica Notaro, antiga concorrente do concurso Miss Itália, já regressou ao trabalho como treinadora de leões marinhos, cinco meses depois de ter sido atacada com ácido, alegadamento pelo ex-namorado, Jorge Edson Tavares. Gessica Notaro diz que quer inspirar e encorajar outras mulheres a lutar contra o assédio e o bullying nas relações.

  • Quem é a mulher que diz ser filha de Salvador Dalí

    Cultura

    Maria Pilar Abel Martínez nasceu em 1956 e será o alegado fruto de um caso entre a sua mãe e Salvador Dalí. Um tribunal de Madrid ordenou a exumação do cadáver do pintor e a obtenção de amostras, de modo a determinar se a mulher espanhola é mesmo filha de Dalí.