sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos cinco mortos em explosão num prédio no Rio de Janeiro

Pelo menos cinco pessoas morreram e outras 12 ficaram feridas em consequência de uma explosão num prédio do conjunto habitacional Fazenda Botafogo hoje de madrugada no Rio de Janeiro, divulgou a imprensa brasileira.

reuters

De acordo com o portal de notícias G1, ao todo, 17 pessoas foram atingidas na explosão ocorrida no prédio, que fica no bairro de Coelho Neto, na zona norte da cidade.

Os bombeiros de Irajá foram deslocados para o local, com apoio de ambulâncias dos bombeiros de Campinho, Parada de Lucas, Guadalupe e Ricardo de Albuquerque. Os bombeiros disseram ainda que a explosão ocorreu no primeiro andar do prédio.

De acordo com a Defesa Civil, a explosão teria sido provocada por uma fuga de gás.

Os moradores disseram aos jornalistas que há cerca de um mês funcionários da Companhia Estadual de Gás (CEG) estiveram no local a realizar uma inspeção e não identificaram problemas, apesar dos moradores se queixarem frequentemente do cheiro a gás.

Técnicos da CEG já estão no local e, segundo estes, as causas da explosão ainda são desconhecidas. Para a empresa, qualquer informação no momento é prematura.

Os feridos foram levados para os hospitais da região.

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN, liderado por Luis Ribeiro, deu início à leitura do acórdão pelas 10:30, com quatro arguidos ausentes do tribunal, entre os quais Oliveira Costa. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.