sicnot

Perfil

Mundo

55 anos, avó e agora mãe de trigémeos

Uma avó britânica de 55 anos foi mãe de trigémeos depois de submeter-se a um tratamento de fertilização "in vitro" (FIV), que pagou com o recurso a um empréstimo, anunciaram hoje fontes médicas.

Sharon Cutts, antes da gravidez

Sharon Cutts, antes da gravidez

A enfermeira Sharon Cutts, avó de quatro netos, e o seu companheiro, Stuart Reynolds, de 40 anos, receberam em março os pequenos Mason, Ryan e Lily, que se juntaram a outros filhos que a mulher teve de uma relação anterior.

"Não me importa nada que os bebés sejam mais novos que os meus netos. Só quer dizer que têm mais companheiros para brincar", afirmou Cutts ao tabloide britânico "The Sun", citado pela Efe.

A avó de Lincolnshire (este do Reino Unido) esteve desde sempre consciente de que era possível que viesse a ter uma gravidez múltipla, uma vez que os médicos lhe implantaram quatro embriões para ter maiores possibilidades de conceção.

"Quando, numa das ecografias, nos disseram que havia três corações a bater chorei de alegria", disse Sharon Cutts.

O serviço nacional de saúde britânico (NHS) apenas realiza o método de FIV a mulheres com idade inferior a 42 anos, pelo que Cutts começou por recorrer a uma clínica privada em Londres, onde o tratamento não teve êxito.

O casal viajou então para o Chipre, onde esta prática se realiza em mulheres com idade até aos 60 anos, e desta feita o tratamento foi bem-sucedido.

Para pagar o tratamento, o casal recorreu a um empréstimo de 15 mil libras (18.662 euros).

Depois de várias semanas de complicações, em que Sharon Cutts foi aconselhada a abortar um dos fetos devido a problemas de gravidez decorrentes da sua idade, os bebés nasceram de cesariana.

Durante a gravidez, Cutts recorreu ainda a práticas de cirurgia plástica. Injectou Botox e colocou extensões para "estar radiante quando os bebés nascessem".

Lusa

  • Encontrado corpo de mariscador desaparecido no Barreiro

    País

    O corpo do homem com cerca de 50 anos apareceu esta manhã junto ao Clube Naval do Barreiro, na mesma zona onde tinha desaparecido na noite deste sábado. A informação já foi confirmada à SIC pela Polícia Marítima, que adiantou que o corpo já foi levado para a morgue. O alerta foi dado por volta das 22:30 de ontem pelos companheiros de nacionalidade chinesa que estavam com a vítima na apanha de bivalves na margem sul do Tejo.

  • IPSS despejada nos Açores
    2:25

    País

    A IPSS Aurora Social, de Ponta Delgada, nos Açores, foi notificada pelo tribunal a abandonar a cozinha onde, há mais de 20 anos, fornece comida a quem mais precisa. A decisão judicial partiu de uma queixa dos moradores e põe em causa os postos de trabalho de 13 funcionárias, a maioria com deficiência. Há dois anos que a Secretaria Regional de Solidariedade Social dos Açores tenta encontrar uma alternativa à cozinha, que tem licença da câmara.

  • Pais revoltados com transporte de crianças do Mogadouro
    4:14

    País

    Os pais dos alunos de algumas aldeias de Mogadouro estão preocupados com a falta de segurança do transporte dos filhos para a escola, na sede de concelho. Os pais contestam o autocarro degradado, que avaria com frequência, e a falta de cintos de segurança em percursos rurais com dezenas de quilómetros.

  • Quer conhecer os cães mais feios do mundo?
    1:15
  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.