sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 800 detidos em campanha contra veículos elétricos ilegais no sul da China

Uma campanha encetada pelas autoridades chinesas para combater o uso de veículos elétricos sem licença, na cidade de Shenzhen, sul, resultou em mais de 800 detidos, levando o caos ao serviço de entregas ao domicílio.

Para combater o uso de veículos elétricos sem licença, na cidade de Shenzhen, na China, as autoridades detiveram 800 pessoas

Para combater o uso de veículos elétricos sem licença, na cidade de Shenzhen, na China, as autoridades detiveram 800 pessoas

© China Stringer Network / Reut

Mais de 18.000 veículos foram confiscados pelas autoridades de Shenzhen, uma das cidades mais povoadas da China, segundo o jornal oficial Global Times.

A campanha, dirigida contra motociclos e veículos de três rodas, paralisou grande parte da atividade de restaurantes com serviço ao domicílio, firmas de transporte associadas ao comércio eletrónico e outros serviços locais.

A opção por aquele género de veículos é cada vez mais comum nas grandes cidades chinesas, mas muitos automobilistas e pedestres queixam-se do comportamento dos seus condutores.

Em Pequim, por exemplo, os frequentes acidentes causados por veículos elétricos resultaram na interdição da sua circulação em dez das principais avenidas da cidade, incluindo as que cruzam a praça central de Tiananmen.

Em 2015, a capital chinesa registou 113 vítimas fatais e 21.423 feridos entre os condutores de veículos elétricos, segundo estatísticas oficiais.

Em outras cidades grandes, como Xian (norte), Wuhan (centro) ou Haikou (sul), foram também impostas limitações à circulação daqueles veículos.

  • Se

    Se Jaime Marta Soares tiver razão, se a ciência e as autoridades não forem - outra vez? - manipuladas pelo poder político, se a investigação - independente - concluir que o fogo começou muito antes da trovoada, então, estamos diante de um dos maiores embustes do Portugal democrático.

    Pedro Cruz

  • Chamas no concelho de Torre de Moncorvo ameaçaram aldeia
    1:30

    País

    Dois incêndios no concelho de Torre de Moncorvo deram luta aos bombeiros na tarde de ontem e também durante toda a noite. As chamas estiveram muito próximas da aldeia de Cabanas de Cima, mas os bombeiros conseguiram desviar o fogo.

  • "Teria sido muito mais fácil para mim, perante as dificuldades, demitir-me"
    0:31
  • Governo cria fundo de apoio para as pessoas afetadas pelos incêndios
    1:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O ministro do Planeamento e Infraestruturas reuniu-se esta quarta-feira com os autarcas de Figueró dos Vinhos, Castanheira de Pera e Pedrógão  Grande. O Governo criou um fundo financeiro, com o contributo dos portugueses, para apoiar a reconstrução das habitações e a vida das pessoas afetadas pelos incêndios que lavram desde sábado. O fundo será aprovado quinta-feira em Conselho de Ministros.

  • A reconstrução da Nacional 236
    1:44