sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 800 detidos em campanha contra veículos elétricos ilegais no sul da China

Uma campanha encetada pelas autoridades chinesas para combater o uso de veículos elétricos sem licença, na cidade de Shenzhen, sul, resultou em mais de 800 detidos, levando o caos ao serviço de entregas ao domicílio.

Para combater o uso de veículos elétricos sem licença, na cidade de Shenzhen, na China, as autoridades detiveram 800 pessoas

Para combater o uso de veículos elétricos sem licença, na cidade de Shenzhen, na China, as autoridades detiveram 800 pessoas

© China Stringer Network / Reut

Mais de 18.000 veículos foram confiscados pelas autoridades de Shenzhen, uma das cidades mais povoadas da China, segundo o jornal oficial Global Times.

A campanha, dirigida contra motociclos e veículos de três rodas, paralisou grande parte da atividade de restaurantes com serviço ao domicílio, firmas de transporte associadas ao comércio eletrónico e outros serviços locais.

A opção por aquele género de veículos é cada vez mais comum nas grandes cidades chinesas, mas muitos automobilistas e pedestres queixam-se do comportamento dos seus condutores.

Em Pequim, por exemplo, os frequentes acidentes causados por veículos elétricos resultaram na interdição da sua circulação em dez das principais avenidas da cidade, incluindo as que cruzam a praça central de Tiananmen.

Em 2015, a capital chinesa registou 113 vítimas fatais e 21.423 feridos entre os condutores de veículos elétricos, segundo estatísticas oficiais.

Em outras cidades grandes, como Xian (norte), Wuhan (centro) ou Haikou (sul), foram também impostas limitações à circulação daqueles veículos.

  • ANACOM apresenta recomendações para melhorar redes de telecomunicações
    1:17

    País

    A ANACOM entregou um conjunto de recomendações ao Governo, Parlamento, municípios e operadores de telecomunicações. A autoridade reguladora em Portugal das comunicações eletrónicas propõe que os cabos aéreos de telecomunicações sejam substituídos por cabos subterrâneos, entre outras coisas. O objetivo é impedir que as redes fiquem em baixo perante incêndios ou outras catástrofes.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC