sicnot

Perfil

Mundo

Anúncio racista? Polémica nas redes sociais leva Gap a pedir desculpa

Um anúncio que mostra um fotografia de quatro raparigas numa postura descontraída está a gerar enorme polémica nas redes sociais. Na imagem aparece ao centro uma rapariga mais alta com o braço sobre a cabeça de uma menina negra, esse é o pormenor controverso. Para uns a foto é totalmente inofensiva, para outros exemplo do racismo "passivo" que continua a vigorar nos Estados Unidos. A discussão ganhou tamanha dimensão que a Gap, marca de roupa publicitada na imagem, veio pedir desculpa e anunciou que a fotografia vai ser retirada da campanha publicitária.

"Qual é a mensagem para as raparigas negras?... Será que elas têm de ser vistas como subordinadas?... Gap, vocês deviam ter vergonha!... ", este é um dos comentários na rede social Twitter que iniciou a polémica.

A nova coleção da Gap, feita em colaboração com a conhecida apresentadora norte-americana Ellen DeGeneres, provocou uma vaga de contestação sem precedentes. O braço da rapariga branca colocado sobre a cabeça da menina negra é objeto de uma interpretação para muitos impensável.

Assume-se que esta colocação das raparigas na foto é racista e que mesmo que a Gap não tenha sido intencionalmente racista, a marca reflete o racismo "passivo" que continua a sentir-se nos Estados Unidos, defendem muitos comentários publicados nas redes sociais.

Apesar de também para muitos outros a imagem ser inofensiva e os comentários sobre racismo serem ridículos, o certo é que a polémica levou ao cancelamento da campanha. Este é apenas mais um exemplo do enorme impacto mediático que as redes sociais têm nos nossos dias.

  • Novo dia de protestos contra expropriações na ilha do Farol
    2:30

    País

    A sociedade Polis Ria Formosa concluiu a tomada de posse das construções identificadas como ilegais na ilha do Farol, na Ria Formosa, em Faro. No segundo dia da operação, sob fortes protestos da população, os técnicos da Polis, escoltados pela Polícia Marítima, expropriaram hoje mais 18 construções.

  • Cunhado do Rei de Espanha em liberdade sem caução

    Mundo

    Inaki Urdangarin vai mesmo aguardar o desenrolar do recurso em liberdade na Suíça, onde o marido da Infanta Cristina tem residência oficial e onde terá de se apresentar às autoridades uma vez por mês, para além de estar obrigado a comunicar qualquer deslocação fora da Europa. De fora fica ainda o pagamento da caução de 200 mil euros pedida pelo Ministério Público espanhol.

  • Zeca Afonso morreu há 30 anos
    1:11
  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • "Isto é uma mentira e tem carimbo de Estado"
    2:12

    Opinião

    O preço das botijas de gás em Portugal duplicou nos últimos 15 anos. José Gomes Ferreira esteve no Jornal da Noite, da SIC, onde explicou este aumento, lembrando que a classe política prometeu que se houvesse mais empresas a operar no mercado, os preços desciam. Contudo, José Gomes Ferreira diz que "isto é uma mentira e tem carimbo de Estado". O Diretor-Adjunto de Informação SIC explicou que como o mercado é livre, os operadores vendem aos preços mais altos que podem, deste modo os preços não variam muito entre uns e outros.

    José Gomes Ferreira