sicnot

Perfil

Mundo

Ativista crítico do islamismo espancado até à morte no Bangladesh

Um estudante de Direito que publicou um comentário contra o islamismo no Facebook foi assassinado no Bangladesh, no mais recente caso de ativistas ou autores de blogues laicos mortos no país, informou hoje a polícia.

Nazimuddin Samad, de 28 anos, será o quinto ativista, autor de blogue laico, a ser assassinados por radicais islâmicos no Bangladesh.

Nazimuddin Samad, de 28 anos, será o quinto ativista, autor de blogue laico, a ser assassinados por radicais islâmicos no Bangladesh.

Dhaka Tribune

Três atacantes golpearam Nazimuddin Samad na cabeça com um machete na noite de quarta-feira. "Quando ele caiu, um deles disparou uma pistola quase à queima-roupa. Morreu no local", afirmou o vice-comissário da polícia metropolitana de Daca, Syed Nurul Islam, à agência noticiosa AFP.

As autoridades suspeitam que Nazimuddin Samad, de 28 anos, fosse perseguido pelas suas declarações contra o islamismo e por ter defendido a pena capital contra os responsáveis por crimes de guerra, nomeadamente no conflito contra o Paquistão, na luta pela independência, em 1971.

Esta será a quinta morte de ativistas, autores de blogues laicos, que terão sido assassinados por radicais islâmicos.

Até agora nenhum grupo reivindicou o ataque. Sabe-se que após os autores da agressão gritaram "Alá é grande" enquanto fugiam os três numa só motorizada.

Amigos e colegas de Samad reuniram-se na Universidade de Jagannath, em Dhaka, onde o jovem frequentava o curso de Direito e onde tinha tido uma aula pouco antes do ataque. Consternados, os companheiros de Samad inundaram a sua página de Facebook com mensagens que espelham a indignação e revolta perante este bárbaro ataque.

"Isto é muito triste, estamos a ver como conseguiremos ajudar a família neste fase tão difícil", disse à Associated Press o reitor da universidade, Nur Mohammad.

  • Nascentes do Douro e Tejo estão praticamente secas
    2:55
  • "Diálogos" de Catarina Neves duplamente premiado no festival Muvi
    2:12
  • Isabel II e Filipe de Edimburgo celebram 70 anos de casamento
    0:44

    Mundo

    A rainha Isabel II de Inglaterra e Filipe de Edimburgo celebram hoje 70 anos de casamento. Em dia de comemoração, o Palácio de Buckingham divulgou novas fotografias do casal cuja união é a mais duradora dentro das casas reais. Isabel casou com 21 anos. Seis anos depois foi coroada rainha por ocasião da morte do pai. A rainha e o marido têm quatro filhos, entre eles o herdeiro ao trono, Carlos, oito netos e cinco bisnetos.

  • Um negócio familiar destruído pelas chamas
    8:36