sicnot

Perfil

Mundo

CPLP apoia candidatura de António Guterres a secretário-geral da ONU

A Assembleia Parlamentar da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) expressou hoje em Brasília o seu "total apoio à candidatura" do antigo primeiro-ministro português António Guterres ao cargo de secretário-geral das Nações Unidas.

© Pierre Albouy / Reuters (Arquivo)

No documento final da VI Assembleia Parlamentar da CPLP, os deputados destacaram que Guterres, que ocupou até fevereiro passado o cargo de Alto-Comissário das Nações Unidas para os Refugiados sempre defendeu "os princípios e valores essenciais da paz, da solidariedade e do desenvolvimento sustentável da Humanidade".

Na moção, os deputados consideraram que a sua candidatura contribuirá para a promoção da língua portuguesa como língua de trabalho no seio da ONU, bem como dos "valores que constituem a magna carta da CPLP".

Noutra moção, os deputados expressaram a sua "solidariedade e apoio ao povo e às autoridades timorenses no processo de negociação das fronteiras marítimas" do país com a Austrália.

Os representantes dos povos dos países da CPLP pediram "urgência" na conclusão do processo, "em respeito do direito inalienável de Timor-Leste à definição das suas fronteiras, em conformidade com o direito internacional".

O Executivo de Timor-Leste fez saber recentemente que o governo australiano não está aberto a negociar sobre fronteiras marítimas, e Camberra insiste que o atual acordo de partilha de recursos no Mar de Timor cumpre as obrigações internacionais.

Os cerca de 50 deputados presentes também manifestaram "o seu apoio e solidariedade para com o povo guineense face a atual situação de crise politica que atravessam, augurando que seja encontrada com a maior brevidade possível uma solução pacífica, respeitando os princípios previstos das normas constitucionais naquele país".

A Guiné-Bissau vive uma crise política desde agosto do ano passado, quando o Presidente, José Mário Vaz, destituiu o então primeiro-ministro, Domingos Simões Pereira, dando início a um confronto político com o partido do Governo.

Foram também discutidas as condições para a criação e o funcionamento do secretariado permanente da Assembleia Parlamentar da CPLP, que será fixado em Luanda.

Na reunião foi ainda abordada a questão da comissão instaladora do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional da CPLP e o compromisso de construção de uma agenda para a educação, que envolva intercâmbios entre estudantes, semelhante ao programa europeu Erasmus.

Durante a reunião da Assembleia Parlamentar, foi também abordada a livre circulação de pessoas na CPLP, com o presidente da assembleia de São Tomé e Príncipe, José da Graça Diogo, a alertar que, apesar de todos os instrumentos já ratificados, persistem "restrições na aplicação prática".

O político propôs uma "profunda flexibilidade" sobre a criação de um estatuto jurídico do cidadão lusófono, semelhante ao que existe na Commonwealth e que permita a livre circulação e integração dos emigrantes de língua portuguesa nos territórios da CPLP onde residam, permitindo-lhes, inclusive, votar nesses países.

Na discussão, o deputado angolano João Pinto alertou que a CPLP é uma organização de cooperação e não de integração e que tal medida poderia pôr em causa a soberania dos Estados.

A chefe da bancada parlamentar da FRELIMO, Margarida Adamugy Talapa, concordou, frisando: "A nossa independência custou dez anos de luta".

Na sua intervenção, o presidente do parlamento timorense, Vicente da Silva Guterres, lamentou que ainda não tenha sido criada uma plataforma para promover o desenvolvimento da força económica da CPLP.

Nesse sentido, sugeriu ainda a criação de uma instituição financeira, à qual se possa recorrer, sem que se tenha de "ficar dependentes de empréstimos agiotas", que comprometem e hipotecam as futuras gerações.

O timorense defendeu ainda mais trabalho na assembleia da CPLP, frisando que esta não pode limitar-se à "realização de encontros anuais" e convidando os parlamentos a imprimirem "mais dinâmica ao funcionamento das comissões" parlamentares que devem funcionar como motor da assembleia.

Foi igualmente abordada a necessidade da diversificar a economia angolana para além do petróleo, apostando na criação no país de produtos que hoje são importados e no desenvolvimento de 'clusters' e incentivando a iniciativa privada.

O Brasil assumiu a presidência da Assembleia Parlamentar da CPLP neste encontro, que decorreu entre terça-feira e hoje em Brasília, e a que apenas faltou a delegação de Cabo Verde, devido às recentes eleições legislativas, realizadas no passado dia 20 de março.

Lusa

  • Paulo Fonseca e Paulo Sousa fora da Liga Europa

    Liga Europa

    A segunda mão dos 16 avos-de-final da Liga Europa ficou marcada pelas eliminações de duas equipas treinadas por portugueses: a Fiorentina de Paulo Sousa e o Shakhtar Donetsk de Paulo Fonseca. Paulo Bento, no Olympiacos, e José Mourinho, no Manchester United, são os únicos técnicos lusos ainda em competição. Noutros jogos, destaque para os afastamentos do Tottenham e do Zenit. Veja aqui os resumos de todos os encontros desta noite europeia. O sorteio dos oitavos-de-final está agendado para esta sexta-feira, às 12h00, hora de Lisboa.

  • "Não preciso de ajustar contas com ninguém"
    0:49

    País

    O ex-Presidente da República insiste que José Sócrates foi desleal durante as negociações do Orçamento do Estado para 2011. Numa entrevista dada à RTP1, Cavaco Silva esclareceu ainda que não escreveu o livro de memórias para ajustar contas com o ex-primeiro-ministro.

  • Sócrates em processo judicial surpreende Cavaco
    0:18

    País

    Cavaco Silva afirmou ter ficado surpreendido com o envolvimento de José Sócrates num processo judicial. Em entrevista à RTP1 o ex-Presidente da República diz que nunca se apercebeu de qualquer "atuação legalmente menos correta" da parte de Sócrates.

  • PSD questiona funcionamento da Assembleia da República
    2:39

    Caso CGD

    O PSD e o CDS vão entregar esta sexta-feira no Parlamento o pedido para criar uma nova Comissão de Inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos. Os dois partidos reuniram-se esta quarta-feira para fechar o texto do requerimento. Durante o dia, o PSD considerou que o normal funcionamento da Assembleia da República está em causa, o que levou Ferro Rodrigues a defender-se e a garantir que está a ser imparcial.

  • Marcelo rejeita discussões menores na banca
    0:32

    Economia

    O Presidente da República avisa que não se devem introduzir querelas táticas e menores no sistema financeiro. Num encontro que reuniu publicamente Marcelo e Centeno, o Presidente diz que é preciso defender o interesse nacional.

  • Três dos planetas encontrados podem conter água e vida
    3:28
  • Túnel descoberto em cadeia brasileira tinha ligação a uma habitação
    0:44

    Mundo

    A polícia brasileira descobriu um túnel que ligava a cadeia de Porto Alegre a uma casa e serviria para libertar prisioneiros do estabelecimento. As autoridades detiveram sete homens e uma mulher no local. A construção permitiria uma fuga massiva que poderia chegar aos 200 mil fugitivos e estima-se que terá custado mais de 300 mil euros. A polícia do Rio Grande do Sul acredita, assim, ter impedido aquela que seria a maior fuga de prisioneiros de sempre no Estado brasileiro.

  • Secretário da Segurança Interna dos EUA desmente Donald Trump

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou esta quinta-feira que os esforços do seu Governo para expulsar alguns imigrantes ilegais dos Estados Unidos "são uma operação militar", afirmação contrariada pelo seu secretário da Segurança Nacional no México.