sicnot

Perfil

Mundo

Países Baixos rejeitam acordo UE-Ucrânia em referendo

O referendo holandês sobre o acordo de associação assinado entre a União Europeia e a Ucrânia teve uma taxa de participação de 32,2%, o que o torna válido, tendo ganho o "não", com 61,1%, indicam os resultados finais provisórios.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Yves Herman / Reuters

Os votos a favor do acordo de livre comércio entre a União Europeia e a Ucrânia, somaram 38,1%, informaram a estação de televisão pública NOS e a agência noticiosa holandesa ANP.

A comissão eleitoral vai divulgar os resultados definitivos no próximo dia 12, pelo que os dados disponíveis são os resultados provisórios divulgados pelos meios de comunicação.

O primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, já reagiu, dizendo: "Agora entramos num processo que, seguramente, vai durar uns dias. Temos que discutir o assunto no Conselho de Ministros, na Europa e no Parlamento. Vamos dar tempo. Acho que devemos mostrar respeito para os eleitores", acrescentou.

Já Diederik Samson, líder dos trabalhadores do PvdA, que forma Governo com o liberak Rutte, considerou "complicado" o resultado do referendo e recomendou ao executivo que pense bem nos passos que irá dar.

O líder do partido islamofobo PVV, Geert Wilders, congratulou-se na rede social Twitter com o resultado do referendo e disse que "os dois terços dos votantes que disseram 'não' representam um voto de confiança das pessoas contra a elite em Bruxelas e Haia", referindo-se à União Europeia e ao governo de Rutte.

Também o eurocético britânico Nigel Farage se congratulou com o resultado do referendo, acrescentando ter falado com os organizadores da consulta popular da Holanda no sentido de estes se deslocarem ao Reino Unido para fazerem campanha na consulta popular, de 23 de junho.

Lusa

  • Bruno de Carvalho manda SMS aos jogadores em nome dos jogadores. Confuso?

    Desporto

    De acordo com a imprensa desta manhã, o presidente do Sporting Clube de Portugal terá enviado mensagens escritas aos jogadores com o seguinte texto "Obrigado presidente pelas felicitações. Ainda temos muito para conquistar juntos" e assinou com o nome do jogador a quem enviou a mensagem. Uma aparente reação ao facto de nenhum dos jogadores ter respondido às mensagens escritas por Bruno de Carvalho, com incentivos e elogios antes e depois da vitória do Sporting frente ao Boavista.

  • Marcelo já sabia da substituição do embaixador de Angola
    4:00

    País

    O Presidente da República sabia há bastante tempo da substituição do embaixador de Angola em Lisboa e já tinha aprovado o nome do futuro representante de Luanda. A revelação foi feita, esta terça-feira, por Marcelo Rebelo de Sousa, numa conversa exclusiva com a SIC no Palácio de Belém. O Presidente contou ainda que não vai enviar recados ao Governo nem aos partidos no discurso de 25 abril que vai fazer na Assembleia da República.

    Exclusivo SIC

  • Chegaram os brinquedos de cartão para a consola
    6:24
  • Governo promete melhorar condições de 26 mil famílias
    1:23

    País

    O ministro do Ambiente explicou esta terça-feira, no Parlamento, as novas medidas para a habitação: reduzir os impostos para arrendamentos longos, melhorar as condições de 26 mil famílias e introduzir o arrendamento vitalício para maiores de 65 anos. Este é um investimento que vai chegar aos 1700 milhões de euros.

  • Pato em excesso de velocidade faz disparar radar numa estrada suíça
    1:31
  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17