sicnot

Perfil

Mundo

Coreia do Norte acusa Presidente sul-coreana de aumentar "os riscos de guerra"

A Coreia do Norte voltou hoje a insultar a Presidente sul-coreana, Park Geun-hye, que qualificou de "mulher maléfica" com intenções belicistas. "Esta mulher maléfica sem comparação conduziu as relações Norte/Sul a um impasse total e aumentou os riscos de guerra", escreveu a Comissão para a Reunião Pacífica da Coreia (CRPC).

© POOL New / Reuters

Os novos insultos difundidos pela CRPC seguem-se a uma cimeira sobre a questão nuclear, presidida na semana passada pelo Presidente norte-americano, Barack Obama, e que contou com a participação de Park.

Segundo um porta-voz da CRPC, o comportamento da Presidente sul-coreana durante a cimeira, que condenou o desenvolvimento do programa nuclear norte-coreano, pode ser comparado a "uma crise de epilepsia de uma maníaca desprezível à procura de confronto".

As tensões agravaram-se consideravelmente na península coreana depois do quarto teste nuclear norte-coreano de 06 de janeiro, seguido a 07 de fevereiro pelo lançamento de um foguete considerado um ensaio de míssil balístico disfarçado.

Os meios de comunicação oficiais norte-coreanos lançaram nos últimos tempos vários ataques verbais contra a presidente sul-coreana, frequentemente grosseiros e sexistas, contra a sua posição em matéria nuclear e a aliança com os Estados Unidos.

Lusa

  • O impacto e as consequências do referendo em Itália
    1:02
  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.