sicnot

Perfil

Mundo

Jornalista espanhol condenado a 601 euros por publicar imagem de operação da polícia

Um jornalista da revista basca Argia foi multado em 601 euros por ter colocado no Twitter uma imagem de uma operação policial, ocorrida a 3 de março em Eibar, Gipuzkoa.

Arquivo Reuters

Segundo a revista, o jornalista Asier López recebeu notificação da sanção, imposta no âmbito da aplicação da Lei da Segurança Pública.

Na notificação, é explicado ao jornalista que publicou a imagem "sem autorização" e que na fotografia é "possível identificar os agentes", o que pode significar um risco para a sua identificação pública.

A revista informou que não vai pagar a sanção imposta.

A Associação Basca de Jornalistas e o Colégio Basco dos Jornalistas, com o apoio da Federação de Associações de Jornalistas de Espanha, condenaram a sanção, a primeira imposta a um jornalista no âmbito da nova legislação, conhecida como "lei da mordaça".

Para a Plataforma de Defesa da Liberdade de Informação, já condenou a aplicação da multa, considerando-a como um "ataque à liberdade de informação e ao direito de informação", sublinhando que as operações policiais não podem ficar de fora do escrutínio público.

Lusa

  • Marcelo na peregrinação de Nossa Senhora de Fátima no Luxemburgo

    Mundo

    O Presidente da República participou esta quinta-feira, a título privado, na peregrinação em honra de Nossa Senhora de Fátima, na cidade luxemburguesa de Wiltz. Milhares de portugueses receberam Marcelo Rebelo de Sousa, que assistiu à missa e, durante alguns minutos, participou na procissão.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.