sicnot

Perfil

Mundo

Papa Francisco diz que dar esmola é um gesto de amor

O papa Francisco disse hoje que dar uma esmola não é "tirar um peso" de cima, é "um gesto de amor, de atenção sincera" e de misericórdia para com os pobres e carenciados, que deve fazer-se olhando o seu rosto.

© Stefano Rellandini / Reuters

Jorge Bergoglio criticou aqueles que dão uma esmola "deixando uma moeda apressadamente, sem olhar a pessoa e sem parar para falar e perceber de que necessita".

O papa falava no Vaticano, durante a audiência geral extraordinária relacionada com o Ano Santo Extraordinário da Misericórdia, que termina a 20 de novembro.

A esmola "é um gesto de amor, de atenção sincera para quem se aproxima de nós e pede a nossa ajuda. Dar esmola também para nós deve ser um sacrifício", acrescentou.

Realçou que a esmola "é um aspeto essencial da misericórdia" e que a caridade exige uma atitude de satisfação interior.

"Um ato de misericórdia não pode ser um peso do qual nos temos de libertar quanto antes", acrescentou o papa Francisco.

"Quando pensamos: 'não dou esmola a uma pessoa para que depois vá gastar em vinho e se embebede', [há que pensar que] se se embebeda é porque não encontra outro caminho. E tu, que fazes às escondidas, quando ninguém te vê?", questionou.

"E estás a julgar esse pobre homem que pede uma moeda para um copo de vinho", criticou o papa.

O responsável máximo pela Igreja Católica concluiu que "não é a aparência que conta, mas sim olhar no rosto da pessoa que pede ajuda".

Durante todo o Jubileu, o papa Francisco vai presidir a audiências gerais extraordinárias, um sábado por mês, que se juntam às habituais audiências de quarta-feira na praça de São Pedro, no Vaticano.

Lusa

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.