sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos seis mortos e 46 feridos no Paquistão devido a sismo

Pelo menos seis pessoas morreram e 46 ficaram feridas no noroeste do Paquistão devido ao sismo com epicentro no Afeganistão que abalou hoje vários países asiáticos, disseram fontes oficiais à agência noticiosa espanhola EFE.

© Mohsin Raza / Reuters

Na província de Khyber Pakhtunkhwa registaram-se cinco mortos e 45 feridos, indicou o porta-voz da Autoridade de Gestão de Desastres regional, Latif ur Rehman, adiantando que a maioria das mortes ocorreu nas ruas, tendo as vítimas sido atingidas por diferentes objetos.

Na vizinha região de Gilgit Baltistan uma pessoa morreu e outra ficou ferida, segundo o porta-voz da Autoridade de Gestão de Desastres da área, Ghulam Hussain.

O sismo de magnitude 6,6 na escala de Richter, registado às 14:58 locais (11:28 em Lisboa), afetou o nordeste do Afeganistão e do Paquistão, tendo sido sentido também na Índia, de acordo com o Instituto de Geofísica norte-americano.

O epicentro do sismo foi situado a 282 quilómetros a nordeste de Cabul, numa região montanhosa onde os tremores de terra são frequentes.

Lusa

  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20
  • Exército sírio declara Damasco "totalmente segura"

    Mundo

    O exército sírio proclamou esta segunda-feira a capital Damasco e também os arredores, como locais "totalmente seguros". O anúncio foi feito em clima de festa, depois de os militares terem reconquistado os bairros do sul da cidade, até agora nas mãos do Daesh.