sicnot

Perfil

Mundo

Primeiro-ministro da Ucrânia anuncia demissão na televisão

O primeiro-ministro da Ucrânia, Arseni Iatseniuk, anunciou hoje a sua demissão num discurso transmitido pela televisão, menos de dois meses depois de ter sobrevivido a um voto de confiança no parlamento.

Primeiro-ministro da Ucrânia, Arseny Yatseniuk

Primeiro-ministro da Ucrânia, Arseny Yatseniuk

© POOL New / Reuters

"Tendo feito tudo o que pude para assegurar a estabilidade do país e construir uma transição tão calma quanto possível, decidi renunciar ao cargo de primeiro-ministro da Ucrânia", disse numa declaração transmitida pelos canais ucranianos, informou a agência de notícias Interfax.

Iatseniuk, que ocupava as funções há dois anos, sobreviveu a 16 de fevereiro a uma moção de censura, no mesmo dia em que o presidente Poroshenko pediu a sua demissão.

Segundo Arseni Iatseniuk, a sua demissão deverá ser ratificada na terça-feira pelo parlamento e o presidente Petro Poroshenko já designou o presidente do parlamento Volodymyr Groissman para lhe suceder.

Nos últimos meses o primeiro-ministro demissionário tinha vindo a ser fortemente criticado pela insuficiência das reformas prometidas e por alegadamente defender os interesses dos oligarcas.

Iatseniuk, 41 anos, defendeu hoje que as forças europeístas devem constituir uma nova coligação e formar um novo governo, que assegurou será apoiado pela sua Frente Popular.

"Há algo que não se pode permitir: a desestabilização do poder executivo em tempos de guerra. E essa perspetiva é inevitável após a demissão se não se escolher imediatamente um novo governo", salientou.

Defendeu ainda "uma nova legislação eleitoral, reformas constitucionais, uma reforma da justiça", reafirmando igualmente a vontade da Ucrânia conseguir a "integração na União Europeia e na NATO".

  • As alterações na carta de condução que ajudam a poupar
    6:16
  • George H. Bush nos cuidados intensivos e mulher também hospitalizada

    Mundo

    O antigo Presidente dos Estados Unidos da América e a sua mulher estão hospitalizados em Houston, no Texas. George H. W. Bush foi admitido no sábado, devido a um problema respiratório derivado de pneumonia, enquanto Barbara Bush entrou esta quarta-feira no hospital, por sintomas de fadiga e tosse.

  • Nevão provocou corte de energia no centro dos EUA
    1:37

    Mundo

    Uma tempestade de neve no centro dos Estados Unidos da América provocou cortes no abastecimento de eletricidade, atrasos em voos e dificuldades na circulação rodoviária. Em Espanha, a descida das temperaturas levou à emissão de avisos em 30 províncias de norte a sul do país e deixou 27.700 alunos sem aulas em Valência.

  • Cadela sobrevive após engolir faca de cozinha

    Mundo

    Na Escócia, uma história de sobrevivência, no mínimo, bicuda. Uma cadela engoliu uma faca de cozinha com mais de 20 centímetros, manteve-a dentro de si durante algumas semanas mas sobreviveu, depois de ser operada de urgência..