sicnot

Perfil

Mundo

Igor Luksic foi primeiro candidato ouvido para secretário-geral da ONU

O ministro dos Negócios Estrangeiros do Montenegro, Igor Luksic, foi hoje o primeiro candidato ao cargo de secretário-geral das Nações Unidas a ser ouvido perante a Assembleia-Geral da organização.

© Eric Vidal / Reuters

Luksic, 39 anos, o mais jovem dos candidatos, apresentou-se como o representante de um "pequeno mas orgulhoso país, com uma história tumultuosa".

"Compreendo os desafios modernos", declarou o candidato, que alternou entre o inglês e o francês quando abordou questões como o terrorismo, os refugiados, o desarmamento ou os direitos humanos, antes de agradecer em todas as línguas oficiais da ONU (incluem além das já referidas o árabe, chinês, espanhol e russo).

Igor Luksic é ministro dos Negócios Estrangeiros de Montenegro desde 2012, mas também desempenhou os cargos de primeiro-ministro e ministro das Finanças.

Fala fluentemente inglês, italiano, francês e alemão e publicou três livros de poesia e prosa traduzidos em várias línguas.

Os oito candidatos ao cargo ocupado atualmente por Ban Ki-moon começaram hoje a ser ouvidos num inédito processo de seleção. O ex-primeiro-ministro António Guterres é o terceiro a apresentar a candidatura, ainda hoje.

As audições decorrerão durante três dias, tendo cada um dos candidatos duas horas para defender a sua causa e responder às perguntas dos diplomatas e da sociedade civil, por vídeo.

Antes dos candidatos iniciarem as entrevistas, o presidente da Assembleia-Geral da ONU, Mogens Lykketoft, disse que o candidato ideal deve ter "independência, personalidade forte, autoridade moral, talento político e diplomático" e capacidades de gestão.

Entre as suas prioridades devem estar a luta contra as alterações climáticas, a promoção da paz e a reforma da ONU, adiantou.

Candidataram-se até ao momento a diretora da Organização das Nações Unidas para a Educação a Ciência e a Cultura (UNESCO), a búlgara Irina Bokova, a ex-primeira-ministra da Nova Zelândia, Helen Clark, a ex-vice-presidente e ex-ministra dos Negócios Estrangeiros da Croácia, Vesna Pusic, e a ex-chefe da diplomacia da Moldávia Natalia Guerman.

São ainda candidatos o ex-presidente esloveno, Danilo Turk, e o macedónio Srgjan Kerim, que presidiu à Assembleia geral da ONU entre 2007 e 2008.

Ban Ki-moon abandona o cargo no final do ano, após dois mandatos de cinco anos.

Lusa

  • Barroso reafirma apoio a Guterres na corrida a secretário-geral da ONU
    0:58

    País

    José Manuel Durão Barroso considera difícil mas possível que António Guterres venha a ser eleito secretário-geral das Nações Unidas. Durão Barroso, ex-presidente da Comissão Europeia, reafirmou hoje o apoio à candidatura de Guterres, tal como deu quando foi candidato ao cargo de secretário-geral da Agencia da ONU para os Refugiados.

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar diretamente a polémica em torno da lista das vítimas mortais de Pedrógão Grande, mas recorreu às cheias de 1967 para lembrar como as tragédias eram tratadas no tempo da ditadura. O Presidente da República defendeu que não é possível esconder a dimensão de uma tragédia num regime democrático. Há 50 anos, Marcelo Rebelo de Sousa acompanhou de perto a forma como o regime tentou esconder a verdadeira dimensão do incidente.

  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • À descoberta de Dago, o destroço mais visitado em mergulho de profundidade
    13:51
  • Uma viagem aérea pela aldeia histórica de Monsanto
    0:50
  • "Comecei por ajudar uma família que me pediu um plástico para se proteger"
    4:51
  • Quase três mil toneladas de plástico ameçam tartarugas no Mediterrâneo
    2:35

    Mundo

    O Mar Mediterrâneo está sob a ameaça de se tornar uma lixeira com três mil toneladas de plástico a flutuarem entre a Europa e África. Há milhões de turistas a nadarem nestas águas e há espécies marinhas que já estão em perigo. No Chipre, os cientistas estão a tentar proteger tartarugas, cuja alimentação já é quase totalmente de plástico.

  • Deputado da Malásia diz que negar sexo ao marido é uma forma de abuso

    Mundo

    Um deputado malaio tem sido alvo de algumas críticas na internet, depois de ter dito que negar sexo a maridos é uma forma de abuso psicológico e emocional por parte das mulheres. As declarações de Che Mohamad Zulkifly Jusoh foram feitas durante um debate sobre as alterações às leis de violência doméstica, na quarta-feira.

    SIC