sicnot

Perfil

Mundo

Martin Schulz revela a Marcelo Rebelo de Sousa que tem "coração lusitano"

O presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, afirmou esta quarta-feria, em Estrasburgo, numa conferência de imprensa conjunta com o Presidente da República, que teve oportunidade de confidenciar a Marcelo Rebelo de Sousa que o seu coração "é lusitano".

LAURENT DUBRULE

"Portugal é uma grande nação e os portugueses são um grande povo. Eu não quero repetir o que já disse bilateralmente (ao Presidente da República), mas posso confessar aqui que o meu coração é lusitano, e depois do discurso do chefe de Estado ainda mais", declarou o presidente da assembleia europeia.

Elogiando o discurso de Marcelo Rebelo de Sousa no hemiciclo, Schulz comentou que "a palavra que fica mais presente é solidariedade", e agradeceu ao Presidente da República ter "reforçado a importância que é importante solidariamente, em conjunto, se unam os povos para sair destes tempos difíceis".

A concluir, o político alemão deixou, em português, algumas palavras aos portugueses, para reafirmar que a União Europeia está a seu lado: "a vossa luta é a nossa luta; estamos ao vosso lado", disse.

Lusa

  • Brinquedos tecnológicos para oferecer no Natal
    5:33
  • Aniversário de Marcelo passado nas comemorações dos 700 anos da Marinha
    1:45

    País

    O Presidente da República defende que é preciso continuar a investir na Armada, nas pessoas, nas capacidades e no apoio de retaguarda. No dia em que fez 69 anos, Marcelo Rebelo de Sousa esteve nas comemorações dos 700 da Marinha, onde sublinhou os sete séculos de conquistas e de combates navais.

  • Rui Rio comprometeu-se a realizar apenas dois debates
    0:45

    País

    Rui Rio disse esta terça-feira que foi apanhado de surpresa com a mudança de posição de Pedro Santana Lopes, que exige três debates entre os dois candidatos à liderança do PSD nos canais generalistas. Rui Rio reiterou ainda que se comprometeu a fazer apenas dois debates.

  • Costa anuncia reunião sobre neutralidade carbónica em fevereiro
    2:03

    País

    O Presidente francês defende que é preciso ir mais longe e mais rápido na luta contra as alteração climáticas, numa resposta à decisão de Donald Trump de retirar os EUA do Acordo de Paris. Em fevereiro, será a vez de Portugal organizar uma reunião sobre energia e transportes.