sicnot

Perfil

Mundo

Coreia do Norte tem mísseis de médio alcance prontos para serem lançados

A Coreia do Norte tem um dois mísseis de médio alcance preparados para serem lançados, o que poderá fazer na sexta-feira, dia do aniversário do nascimento do fundador do país, disse hoje fonte do governo sul-coreano.

© KCNA KCNA / Reuters

O míssil ou mísseis 'Musudan' estarão colocados numa plataforma de lançamento móvel há 20 dias, na localidade de Wonsan, no sudeste da Coreia do Norte, segundo a agência Yonhap, que cita fonte oficial.

O Ministério da Defesa de Seul não confirmou oficialmente a informação, mas assegura que as Forças Armadas "estão preparadas para o lançamento de um míssil balístico da Coreia do Norte", indicou um porta-voz à agência Efe.

Os mísseis 'Musudan' têm um alcance estimado entre 2.500 e 4.000 quilómetros, uma distância suficiente para atingir a Coreia do Sul e o Japão e, eventualmente, as bases norte-americanas situadas na ilha de Guam, no Pacífico.

A concretizar-se, seria a primeira vez que a Coreia do Norte dispara um míssil balístico de médio alcance a partir de uma plataforma móvel, que tornam mais difícil detetar os lançamentos.

No caso de Pyongyang decidir lançar o míssil nos próximos dias é possível que avise a Organização Marítima Internacional, a qual não recebeu, até ao momento, qualquer notificação.

A Coreia do Norte celebra na sexta-feira o 104.º aniversário de Kim Il-sung, fundador do país, primeiro líder da 'dinastia' Kim e avô do atual dirigente.

Lusa

  • Coreia do Norte lança quatro mísseis de curto alcance

    Mundo

    A Coreia do Norte voltou a desafiar a comunidade internacional, ao disparar pelo menos quatro misseis de curto alcance. A ação desta madrugada foi confirmada pelas autoridades da Coreia do Sul, que dizem que os projécteis caíram no mar, ao largo da costa leste da península.

  • Atacantes de Barcelona "não estão a caminho da nossa fronteira"
    7:00

    Ataque em Barcelona

    O diretor da Unidade Nacional de Contraterrorismo da Polícia Judiciária esteve esta sexta-feira no Jornal da Noite para falar sobre o duplo atentado em Espanha. Luís Neves diz que o nível de ameaça em Portugal, perante os ataques, não foi alterado porque "não se detectou que tenha existido informação que possa colocar o nosso território em perigo".