sicnot

Perfil

Mundo

Milhares de pessoas manifestam-se contra Mugabe no Zimbabué

A oposição no Zimbabué reuniu hoje em Harare mais de 2.000 pessoas numa manifestação contra o presidente, Robert Mugabe, o maior protesto em quase uma década.

© Philimon Bulawayo / Reuters

Os manifestantes, convocados pelo Movimento para a Mudança Democrática (MDC), exigiram que o presidente faça "uma saída digna" do poder.

Robert Mugabe, 92 anos, está no poder desde a independência, em 1980, e já foi oficialmente designado candidato do seu partido, a Zanu-PF, às eleições presidenciais de 2018.

"Mugabe não tem solução para a crise. Estamos aqui para dizer a Mugabe e ao seu regime que falharam", disse aos manifestantes o líder do MDC, Morgan Tsvangirai.

Um importante dispositivo da polícia antimotim estava presente, mas os agentes não intervieram, ao contrário de protestos realizados no passado contra o presidente, frequentemente reprimidos pelas forças de segurança.

O Zimbabué atravessa uma grave crise económica há vários anos, num contexto de repressão da oposição e acusações de violações dos direitos humanos.

"Esta manifestação é contra a pobreza e contra a corrupção. Temos uma promessa vazia de 2,2 milhões de empregos que não existem e temos corrupção em massa", disse aos jornalistas um porta-voz do MDC, Douglas Mwonzora.

Lusa

  • Hoje joga Portugal (mas antes há um Uruguai-Rússia em direto na SIC)

    Mundial 2018 / O Mundial

    Começa a última jornada da fase de grupos do Mundial, com quatro jogos por dia. Às 15:00, numa partida transmitida em direto na SIC, a anfitriã Rússia e o Uruguai resolvem qual poderá ser o adversário de Portugal nos oitavos de final. Isto, dependendo claro da prestação da seleção nacional frente ao Irão, ao fim da tarde, uma vez que a qualificação não está garantida (e pode até depender do resultado do Espanha-Marrocos).

  • Comandante da Proteção Civil confiante nos meios de combate aos incêndios
    1:56

    País

    Depois das falhas apontadas ao sistema de comunicações SIRESP durante os incêndios do ano passado, o cComandante operacional da Proteção Civil diz que não há meios de comunicação infalíveis. Duarte Costa acredita que este verão será mais calmo do que anterior e contabiliza já mais de 2000 incêndios desde maio que não foram notícia.

  • Líderes europeus assinalam progressos para alcançar acordo sobre migrações
    2:02