sicnot

Perfil

Mundo

Milhares de pessoas manifestam-se contra Mugabe no Zimbabué

A oposição no Zimbabué reuniu hoje em Harare mais de 2.000 pessoas numa manifestação contra o presidente, Robert Mugabe, o maior protesto em quase uma década.

© Philimon Bulawayo / Reuters

Os manifestantes, convocados pelo Movimento para a Mudança Democrática (MDC), exigiram que o presidente faça "uma saída digna" do poder.

Robert Mugabe, 92 anos, está no poder desde a independência, em 1980, e já foi oficialmente designado candidato do seu partido, a Zanu-PF, às eleições presidenciais de 2018.

"Mugabe não tem solução para a crise. Estamos aqui para dizer a Mugabe e ao seu regime que falharam", disse aos manifestantes o líder do MDC, Morgan Tsvangirai.

Um importante dispositivo da polícia antimotim estava presente, mas os agentes não intervieram, ao contrário de protestos realizados no passado contra o presidente, frequentemente reprimidos pelas forças de segurança.

O Zimbabué atravessa uma grave crise económica há vários anos, num contexto de repressão da oposição e acusações de violações dos direitos humanos.

"Esta manifestação é contra a pobreza e contra a corrupção. Temos uma promessa vazia de 2,2 milhões de empregos que não existem e temos corrupção em massa", disse aos jornalistas um porta-voz do MDC, Douglas Mwonzora.

Lusa

  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Itália tenta colocar migrações na agenda do G7 contra vontade dos EUA
    1:45
  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.