sicnot

Perfil

Mundo

Vídeo de snowboarder perseguida por urso é afinal falso?

Vídeo de snowboarder perseguida por urso é afinal falso?

O vídeo publicado no YouTube de uma snowboarder que supostamente ao captar as imagens estaria a ser perseguida por um urso, sem o saber, tornou-se viral na Internet. A popularidade das imagens publicadas pela jovem Kelly Murphy, estudante de 19 anos, foram contudo alvo de uma observação atenta. Muitos são os que afirmam que a imagem do urso é falsa e que o vídeo é uma montagem.

Artigos publicados em vários sites, nomeadamente nos britânicos The Guardian e Independent, justificam a afirmação de que o vídeo é falso.

"O urso parece estar constantemente à mesma distância, por trás da snowboarder, enquanto decorre a filmagem. Depois, parece estar escondido cada vez que a câmara muda de posição", refere o Independent.

Segundo guias turísticos de Hakuba, no Japão, região onde terá sido captado o vídeo, o urso preto asiático, comum nessa zona, é geralmente um animal agressivo na presença de humanos, mas o da imagem comporta-se de modo distinto, mais parecendo um urso pardo da América.

Kelly Murphy, a jovem australiana autora do vídeo, garante que as imagens são reais. "Sim, o vídeo é verdadeiro! Eu não sabia o que estava a acontecer na altura, rever estas imagens é muito assustador!", afirmou Kelly ao Independent.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.