sicnot

Perfil

Mundo

Cientistas australianos anunciam primeira cerveja de cevada sem glúten

Cientistas australianos anunciaram hoje ter criado cerveja de cevada sem glúten, a primeira do tipo em todo o mundo. A cevada produzida pela Organização para a Investigação Industrial e Científica da Commonwealth da Austrália (CSIRO) foi especificamente criada para conter níveis "ultrabaixos" de hordeínas, o tipo de glúten que se encontra na cevada, uma das matérias-primas da cerveja.

© David W Cerny / Reuters

Cervejas sem glúten são atualmente oferecidas em muitas cervejarias do mundo. Contudo, não contêm cevada, mas outros fermentáveis como painço, arroz e sorgo.

O resultado da investigação da CSIRO significa que os intolerantes ao glúten -- assim como os celíacos -- podem disfrutar da mais popular bebida alcoólica do mundo.

O principal investigador, o cientista Crispin Howitt, afirmou que a cevada cultivada pela CSIRO, chamada Kebari, é a primeira do tipo no mundo e adequada para fazer parte de uma dieta livre de glúten.

"Utilizando o cultivo tradicional reduzimos os níveis de glúten para dez mil vezes menos do que aqueles que a cevada normalmente tem, o que vai ao encontro da recomendação da Organização Mundial de Saúde em que apela para cereais sem glúten", afirmou Crispin Howitt num comunicado divulgado pela agência noticiosa chinesa Xinhua.

O fabricante de cerveja alemão Radeberger utilizou a cevada Kebari para desenvolver a "Pioneer", a primeira cerveja de cevada sem glúten que vai ser colocada à venda na Alemanha a partir de hoje.

Lusa

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.