sicnot

Perfil

Mundo

Venezuela vai mudar fuso horário para poupar energia elétrica

O Presidente da Venezuela anunciou hoje que vai mudar, em maio, o fuso horário legal, para contribuir com as medidas de poupança de energia elétrica, num país afetado por uma seca provocada pelo fenómeno metereológico "El Niño".

EPA

"Vou modificar o fuso horário da Venezuela a partir de 01 de maio, para fortalecer a poupança elétrica do país. Esta será uma medida que explicarei nos próximos dias", disse Nicolás Maduro.

O chefe de Estado falava no palácio presidencial de Miraflores, numa alocução que foi transmitida ao país em simultâneo e de forma obrigatória pelas rádios e televisões venezuelanas, durante a qual sublinhou tratar-se de "uma medida simples que dará uma poupança importante".

"Estamos em tempo de alterações climáticas e nós temos que adaptar-nos, em revolução, para que as mudanças afetem o menos possível a qualidade de vida e a felicidade do nosso povo. Estamos a enfrentar este fenómeno da seca, que é quase uma tragédia ambiental", disse.

Em dezembro 2007, o então Presidente da Venezuela, Hugo Chávez, atrasou 30 minutos a hora legal local, para evitar que as crianças tivessem que sair ainda de noite para as aulas.

Desde então, a Venezuela passou a estar a menos quatro horas e 30 minutos do Meridiano de Greenwich.

Fontes não oficiais dão conta que a Venezuela poderá voltar ao horário antigo, passando novamente a estar a a menos de quatro horas de Greenwich.

Lusa

  • O perfil do homicida de Barcelos
    2:42

    País

    Adelino Gomes Briote já tinha sido condenado por ofensas à integridade física da sogra e de uma filha. Em seis meses esta foi a segunda vez que o homem acusado do quádruplo homicídio em Barcelos esteve perante a justiça.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.

  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.

  • Guerra na Síria não dá tréguas
    1:51

    Mundo

    Na Síria e ao mesmo tempo que decorrem novas negociações de paz, a guerra não dá tréguas. As imagens mostram o resultados dos últimos raides aéreos nos subúrbios de Damasco. O balanço provisório é de mais de 30 mortos e pelo menos 50 feridos.