sicnot

Perfil

Mundo

Venezuela vai mudar fuso horário para poupar energia elétrica

O Presidente da Venezuela anunciou hoje que vai mudar, em maio, o fuso horário legal, para contribuir com as medidas de poupança de energia elétrica, num país afetado por uma seca provocada pelo fenómeno metereológico "El Niño".

EPA

"Vou modificar o fuso horário da Venezuela a partir de 01 de maio, para fortalecer a poupança elétrica do país. Esta será uma medida que explicarei nos próximos dias", disse Nicolás Maduro.

O chefe de Estado falava no palácio presidencial de Miraflores, numa alocução que foi transmitida ao país em simultâneo e de forma obrigatória pelas rádios e televisões venezuelanas, durante a qual sublinhou tratar-se de "uma medida simples que dará uma poupança importante".

"Estamos em tempo de alterações climáticas e nós temos que adaptar-nos, em revolução, para que as mudanças afetem o menos possível a qualidade de vida e a felicidade do nosso povo. Estamos a enfrentar este fenómeno da seca, que é quase uma tragédia ambiental", disse.

Em dezembro 2007, o então Presidente da Venezuela, Hugo Chávez, atrasou 30 minutos a hora legal local, para evitar que as crianças tivessem que sair ainda de noite para as aulas.

Desde então, a Venezuela passou a estar a menos quatro horas e 30 minutos do Meridiano de Greenwich.

Fontes não oficiais dão conta que a Venezuela poderá voltar ao horário antigo, passando novamente a estar a a menos de quatro horas de Greenwich.

Lusa

  • Dois jovens atropelados mortalmente no concelho de Montemor-o-Velho
    2:20
  • Presidente de "O Sonho" suspeito de peculato e fraude
    2:26

    País

    O presidente das três instituições de solidariedade social de Setúbal - incluindo "O Sonho" -, que na sexta-feira foram alvo de buscas, foi constituído arguido. Florival Cardoso é, por enquanto, o único suspeito de peculato e fraude na obtenção de subsídios para as instituições.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de armas da PSP, três recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avançou este sábado que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07