sicnot

Perfil

Mundo

Raul Castro recusa "terapia de choque" para modernizar economia cubana

O presidente cubano, Raul Castro, recusou hoje qualquer "terapia de choque" ou "fórmulas de privatização" para modernizar a economia cubana, ao discursar na abertura do Congresso do Partido Comunista Cubano (PCC).

© Carlos Barria / Reuters

"Cuba nunca permitirá as chamadas terapias de choque, frequentemente aplicadas em detrimento das classes mais pobres da sociedade", disse Raul Castro na abertura do 7.º Congresso do PCC, o primeiro após o restabelecimento das relações diplomáticas com os Estados Unidos.

"As fórmulas liberais que defendem a privatização acelerada do património do Estado e dos serviços sociais, como a educação, a saúde e a segurança social, nunca serão aplicadas sob o socialismo cubano", acrescentou.

No poder desde 2008, Raul Castro lançou uma "atualização" do modelo económico cubano, com uma abertura limitada à iniciativa privada e ao investimento estrangeiro.

Aos delegados do PCC, o presidente cubano justificou a lentidão das reformas com a preocupação do governo em não prejudicar nenhum cubano.

"Esse princípio, de não deixar ninguém desarmado, condiciona em grande parte o ritmo da atualização do modelo económico cubano, que sofre de modo inegável os efeitos da crise económica internacional e [...] do embargo dos Estados Unidos", disse.

Lusa

  • 105 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.