sicnot

Perfil

Mundo

Presidente da Venezuela apoia Dilma e critica direita latino-americana

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, manifestou hoje "total apoio" à sua homóloga brasileira, Dilma Roussef, que enfrenta um processo de destituição, considerando que a "direita na América desconhece a própria soberania da região".

reuters

"A direita do continente americano desconhece a Soberania Popular? Eles querem que desapareçamos? Alerta, alerta, eles vêm aí", afirma o chefe de Estado da Venezuela numa publicação divulgada através da rede social Twitter, juntamente com várias imagens de apoio a Dilma Rousseff.

Durante as últimas semanas, Maduro tem manifestado o apoio à Presidente do Brasil sublinhando que Rousseff está a ser vítima de um "golpe de Estado mediático-judicial" e de uma "ofensiva imperialista" que quer neutralizar a "esquerda latino-americana".

"Pretender destituir a primeira mulher Presidente do Brasil diz muito do que é a obsessão imperial que ganha expressão no continente", disse Maduro na semana passada num discurso transmitido pela televisão estatal da Venezuela.

A Câmara dos Deputados do Brasil aprovou no domingo à noite o pedido de afastamento de Dilma Rousseff do cargo de Presidente por 367 votos a favor e 137 contra.

Registaram-se sete abstenções e duas ausências, numa sessão em que eram necessários os votos de pelo menos 342 deputados para aprovar a abertura do processo de destituição da presidente.

O pedido de "impeachment" (impugnação) segue para o Senado, onde também terá de ser aprovado, por maioria simples.

Caso venha a acontecer, Dilma Rousseff é temporariamente afastada do cargo e o vice-presidente, Michel Temer, passa a assumir o cargo.

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.