sicnot

Perfil

Mundo

Dinossauros já estavam condenados antes do impacto de asteroide

Os dinossauros já estavam em declínio 50 milhões de anos antes de impacto dos asteroides que acabou por extingui-los, revela um novo estudo.

© Charles Platiau / Reuters

Pela análise de fósseis, paleontólogos britânicos determinaram que os dinossauros já estavam em declínio por não se adaptarem às alterações climáticas. A espécie começou por evoluir muito depressa há 231 milhões de anos mas, há 160 milhões de anos, as condições começaram a mudar e, há 120 milhões de anos, o número de dinossauros começou a diminuir.

"Apesar de ter sido extintos pelo impacto do asteroides, eles já estavam a desaparecer cerca de 50 milhões de anos antes", afirmou à BBC Manabu Sakamoto, paleontólogo da Universidade de Reading, no Reino Unido, um dos autores do estudo publicado em Proceedings of the National Academy of Sciences.

O declínio começou por ser mais evidente nos gigantes saurópodes, enquanto os terópodes - o grupo de dinossauros que inclui o icónico Tyrannosaurus rex - diminuíram mais lentamente.

"A teoria em vigor é a de que os dinossauros habitavam a Terra até ao exacto momento do impacto [do asteroide] e que foi esse impacto que levou à sua extinção", disse à BBC o co-autor do estudo Chris Venditt. "Até certo ponto é correcto, mas descobrimos que o declínio começou muito antes".

Este biólogo da evolução acredita que os dinossauros estavam assim mais susceptíveis às alterações provocadas pelo impacto do asteroide. "Se eles ainda estivessem no seu auge, talvez conseguissem sobreviver", refere o cientista.

  • Bombeiros ficaram de prevenção após intoxicação em Corroios
    1:16

    País

    17 alunos da escola EB 2+3 em Corroios, no Seixal, foram hospitalizados esta segunda-feira com sintomas de intoxicação alimentar. Os alunos, entre os 7 e os 14 anos, foram transportados 12 para o hospital Garcia de Orta, em Almada e cinco para o hospital do Barreiro. O transporte foi feito pelos bombeiros voluntários da Amora e do Seixal mantiveram uma equipa de socorro no local apenas por prevenção.

  • "Nada mais há a dizer" sobre a Caixa
    0:13

    Caso CGD

    O primeiro-ministro voltou esta segunda-feira a dizer que já não há nada para discutir, na polémica sobre a entrega de declarações de património dos gestores da CGD. Foram as declarações de António Costa, na Cidade da Praia, à margem da quarta cimeira bilateral entre Portugal e Cabo Verde.

  • Venda do Novo Banco terá que ser negociada em Bruxelas
    0:43

    Economia

    A venda do Novo Banco vai ter que ser negociada com Bruxelas, uma vez que o Lone Star planeia agora ficar com 65% da instituição, obrigando o Estado a manter uma posição no banco. O ministro das Finanças lembra que esta também era uma possibilidade mas salienta que o assunto está nas mãos do Banco de Portugal.

  • Trump e os jornalistas: uma relação (su)rreal
    2:08
  • Modelo obrigada a prometer que não volta a arriscar a vida numa sessão fotográfica
    1:46