sicnot

Perfil

Mundo

Estátua de Hércules em França passa a ter pénis amovível para evitar vandalismo

A estátua de Hércules no município de Arcachon, sudoeste de França, passará a ter um pénis desmontável que apenas será colocado nas cerimónias públicas, para contrariar a sistemática amputação, informou hoje a imprensa.

sudouest.fr

"Não desejo a ninguém, nem sequer aos meus piores inimigos, o que ocorre a esta estátua. É constantemente", disse o presidente da câmara de Arcachon, Yves Foulon, em declarações ao jornal Soud Ouest.

Um adjunto do autarca comentou recentemente, numa reunião com munícipes, que "Hércules tem uma virilidade frágil" e revelou que o município optou por "uma prótese removível que será colocada na estátua [com 3,10 metros de altura] em cada cerimónia".

A representação do semideus grego é uma obra de Claude Bouscau e foi inaugurada a 22 de agosto de 1948 como símbolo da resistência contra os nazis.

O filho de Zeus, que, segundo a mitologia, passou uma noite com as 51 filhas do rei Tespio, tem o rosto de um opositor ao fascista italiano Benito Mussolini.

O próprio escultor teve de refazer duas vezes o pénis da escultura, porque desde o início, segundo o jornal, aparecia mutilado - uma tradição que se manteve ao longo das décadas, criando a necessidade de implantar uma prótese.

"É a melhor solução. Caso contrário, a anatomia de Hércules teria de ser vigiada com grande atenção", afirmou Martine Phelippot, a quem a autarquia encarregou de preservar a estátua intacta.

Lusa

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • António Guterres, "o governante mais amado desde sempre em democracia"
    2:27

    País

    António Guterres foi distinguido com o grau de honoris causa pela Universidade de Lisboa. A cerimónia decorreu esta manhã e contou com a presença do Presidente da República e do primeiro-ministro. Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou que Guterres foi o governante mais amado da democracia portuguesa.