sicnot

Perfil

Mundo

Fidel no Congresso do Partido Comunista Cubano para reeleger Raúl Castro primeiro secretário

O terceiro e último dia de trabalhos do congresso do Partido Comunista de Cuba (PCC) ficou marcado pela presençla de Fidel Castro, na sessão de encerramento, duas semanas depois de ter efetuado a sua primeira aparição pública dos últimos nove meses. Raúl Castro foi reeleito esta terça-feira primeiro secretário da organização, um cargo que ocupa desde 2011 quando substituiu o irmão Fidel.

© Handout . / Reuters

© Handout . / Reuters

O recém-eleito Comité central do PCC, o partido único no país, também confirmou José Ramón Machado Ventura como segundo secretário, cargo que também desempenha desde o anterior Congresso celebrado há cinco anos.

Após três dias de reuniões, o VII Congresso do partido encerra hoje, no dia em que foi revelada a nova composição dos órgãos diretivos do partido, onde se incluem o Comité central, "bureau" político e secretariado.

No "bureau" político, composto por 17 dirigentes, entraram cinco novos membros, como o secretário-geral do sindicato oficial Central de Trabalhadores de Cuba (CTC), Ulisses Guilarte, o ministro da Saúde, Roberto Morales, e a secretária-geral da Federação das Mulheres Cubanas (FMC), Teresa Amarelle.

O novo Comité central, órgão máximo do partido entre congressos, passa a incluir 142 membros, como uma média de idades de 54 anos, abaixo da média do anterior organismo eleito em 2011 e que incluía 116 militantes.

Com Lusa

  • Família perde tudo na aldeia de Queirã
    2:32
  • Temperaturas sobem no fim de semana, risco de incêndio aumenta
    1:08

    País

    A chuva que caiu nos últimos dias não deverá ter impactos relevantes na dominuição da seca e, por isso, o risco de incêndios vai voltar a aumentar com nova subida das temperaturas. Os termómetros podem chegar aos 30 graus entre domingo e quarta-feira.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão