sicnot

Perfil

Mundo

Forte explosão no centro de Cabul em bairro densamente povoado

A forte explosão de hoje de manhã no centro de Cabul, em plena hora de ponta, ocorreu num bairro densamente povoado, próximo de vários complexos militares, segundo disse a polícia à AFP. Ainda não há confirmação sobre eventuais vítimas da detonação, mas as autoridades admitem a existência de várias vítimas mortais. A explosão fez tremer janelas a várias milhas de distância e gerou uma densa nuvem de fumo.

© Omar Sobhani / Reuters

A explosão acontece uma semana depois de os talibãs anunciarem o início da sua "ofensiva de primavera".

Até ao momento nenhum grupo reivindicou o ataque.

Na passada terça-feira, os talibãs afegãos anunciaram o início da sua "ofensiva de primavera", apesar dos esforços do Governo de Cabul para trazer os insurgentes à mesa das negociações, com o objetivo de pôr um fim ao conflito.

Os talibãs alertaram que iriam "realizar ataques de larga escala contra posições inimigas em todo o país" durante a ofensiva apelidada de Operação Omari, em honra do fundador do movimento, Mullah Omar, cuja morte foi anunciada no ano passado.

A ofensiva anual de primavera dos talibãs assinala habitualmente o início da "época de combate", embora neste inverno o período de calma tenha sido mais curto e de terem continuado a combater as forças do Governo, ainda que com menor intensidade.

Com Lusa

  • Menino perdido na Praia da Luz foi levado à GNR por turista
    1:11

    País

    Um menino inglês, de sete anos, esteve desaparecido na quinta-feira na Praia da Luz, no Algarve, depois de se ter perdido dos pais. A GNR colocou duas equipas de investigação no local, mas ao fim de uma hora e meia o rapaz apareceu na esquadra de Lagos acompanhado por um turista a quem terá pedido ajuda.

  • Mais viagens mas menos turistas de Portugal
    1:22

    País

    Os residentes em Portugal - sejam portugueses ou estrangeiros - realizaram quatro milhões de viagens turísticas, só no primeiro trimestre do ano. Um aumento de mais de 6% nas viagens dentro do país face ao período homólogo e de mais de 15% nas viagens para fora, de avião. O estudo é do INE, o Instituto Nacional de Estatística, que permite fazer o retrato mais claro de quem viaja e porquê.

  • Algarve sozinho gera metade dos bens transacionáveis em Portugal
    4:14

    SIC 25 Anos

    O Algarve quase não tem indústria e os especialistas consideram que é excessivamente dependente do turismo. Ainda assim, sozinho contribui com metade do que Portugal gera em bens transacionáveis. A região tem problemas graves, como a falta de médicos e um custo de vida muito alto, mas continua a atrair a maior parte dos turistas e muitos estrangeiros decidem mesmo escolher a região para viver.