sicnot

Perfil

Mundo

Moçambique precisa de 175M€ para assistir vítimas da seca

A ONU anunciou hoje que vai ajudar o Governo moçambicano a mobilizar mais de 200 milhões de dólares (175,8 milhões de euros) para apoiar 1,5 milhões de pessoas afetadas pela seca nas regiões sul e centro do país.

© Eldson Chagara / Reuters

Um comunicado do gabinete da coordenadora residente da ONU em Maputo, Márcia de Castro, enviado à Lusa, diz que o compromisso da organização traduz o apoio à resposta de emergência em Moçambique, após a ativação do alerta vermelho declarado pelo Governo.

"As Nações Unidas estão a trabalhar juntamente com o Governo para assegurar que as necessidades humanitárias das pessoas afetadas pela seca possam ser satisfeitas", declarou Márcia de Castro, citada na nota de imprensa.

Entre as populações afetadas pela seca, provocada pelo fenómeno climático El Niño assinalou a coordenadora, muitas são crianças menores de cinco anos e mulheres grávidas ou em amamentação, com grave desnutrição, particularmente nas províncias de Sofala e Tete, centro de Moçambique.

O comunicado aponta que as Nações Unidas, em estreita coordenação com o Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC), Secretariado Técnico de Segurança Alimentar e Nutricional, governos provinciais e organizações não-governamentais está a apoiar na provisão de assistência alimentar, nutrição, agricultura, água, saneamento e higiene das pessoas afetadas.

Na semana passada, o Governo moçambicano emitiu um alerta vermelho de 90 dias, anunciando a canalização imediata de 360 milhões de meticais (cerca de seis milhões de euros) para ações de assistência humanitária.

"O Governo vai disponibilizar esse valor de imediato. Os parceiros também já estão a mobilizar de forma intensa os recursos para assistir as populações", afirmou o diretor do INGC, João Machatine, em declarações após uma reunião do órgão.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.