sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 28 mortos e mais de 300 feridos em atentado em Cabul

galeria de fotos

Pelo menos 28 pessoas morreram e mais de 300 ficaram feridas, esta manhã, num atentado suicida reivindicado por talibãs em plena hora de ponta no centro de Cabul, Afeganistão. O último balanço de vítimas mortais é avançado pela agência Reuters que cita o responsável da polícia da capital afegã.

© Omar Sobhani / Reuters

© Omar Sobhani / Reuters

© Omar Sobhani / Reuters

© Omar Sobhani / Reuters

© Omar Sobhani / Reuters

© Omar Sobhani / Reuters

© Omar Sobhani / Reuters

© Omar Sobhani / Reuters

© Omar Sobhani / Reuters

© Omar Sobhani / Reuters

"Muitos feridos estão em estado grave", sublinhou o porta-voz do ministério, Mohammed Ismaïl Kawoosi, acrescentando que o balanço de feridos e mortos pode tornar-se mais elevado ao longo do dia.

O ataque suicida, que acontece uma semana depois de os talibãs anunciarem o início da sua "ofensiva de primavera", aconteceu perto dos serviços de inteligência afegãos, gerou nuvens de fumo e fez tremer janelas a várias milhas de distância, segundo os relatos divulgados pelas agências de notícias internacionais.

No local decorre agora uma intensa troca de tiros, escreve a AFP.

Na passada terça-feira, os talibãs afegãos anunciaram o início da sua "ofensiva de primavera", apesar dos esforços do Governo de Cabul para trazer os insurgentes à mesa das negociações.

Os talibãs alertaram que iriam "realizar ataques de larga escala contra posições inimigas em todo o país" durante a ofensiva apelidada de Operação Omari, em honra do fundador do movimento, Mullah Omar, cuja morte foi anunciada no ano passado.

A ofensiva anual de primavera dos talibãs assinala habitualmente o início da "época de combate", mas neste inverno o período de calma foi mais curto e continuaram a combater as forças do Governo, ainda que com menor intensidade.

Última atualização às 10:05/Com Lusa

  • As vantagens de comprar online
    8:03
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Filho de Trump critica mayor de Londres por palavras de 2016

    Ataque em Londres

    Donald Trump Júnior criticou o presidente da Câmara de Londres logo a seguir ao ataque de quarta-feira que fez três mortos e mais de 40 feridos. O filho de Presidente publicou no Twitter uma reação a uma declaração de Sadiq Khan de setembro de 2016. Para o Presidente dos EUA, o ataque em Londres é "uma grande notícia".

  • Marcelo reuniu-se com líderes europeus para falar do futuro da UE
    2:31

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta quarta-feira em Bruxelas e participou numa homenagem às vítimas do atentado em Bruxelas, onde colocou uma coroa de flores junto ao monumento.O Presidente da República esteve também reunido com os líderes das principais instituições europeias para falar sobre o futuro da UE.