sicnot

Perfil

Mundo

Por que comer legumes faz bem ao ambiente

Deixar de andar de carro ou parar de comer carne, a bem do ambiente? A melhor opção poderá ser a segunda. A razão é simples: o gado gera mais gases com efeito de estufa que os aviões, comboios e automóveis, sustentam alguns estudos compilados pela The Economist.

reuters

Segundo um estudo da FAO, os ruminantes "domésticos" de todo o mundo libertam 100 mil toneladas de metano - um gás com efeito de estufa 25 vezes mais poderoso que o dióxido de carbono.

Os ruminantes como as vacas ou as ovelhas têm bactérias no estômago capazes de digerir plantas rijas e ricas em celulose, o que se traduz na produção de gases que são depois libertados.

Um outro estudo, de 2013, publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences associa a produção de gases com efeito de estufa por cada quilo de proteína de diferentes animais: a galinha e o porco são as opções mais amigas do ambiente, aliadas à eficiência da sua produção.

Um estudo recente, também publicado na Proceedings of the National Academy of Sciences, calcula os benefícios de uma dieta pobre em carne ou mesmo sem carne, até 2050. O modelo tem por base um regime alimentar que inclui cinco porções de legumes e frutas por dia, menos de 50 g de açúcar, até 43g de carne vermelha e um total de entre 2200 - 2300 calorias, a par de uma dieta vegetariana e vegan.

Com uma dieta pobre em carne, os gases com efeito de estufa terão um aumento modesto, de cerca de 7% até 2050. Por outro lado, uma mudança generalizada da população para o vegetarianismo poderia reduzir as emissões em quase dois terços, e para o veganismo em 70%.

Segundo a The Economist, controlar a quantidade de carne consumida pela população não é, porém, do interesse dos governos

  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.