sicnot

Perfil

Mundo

Sismo no Equador provocou 480 mortos, 2560 feridos e 1700 desaparecidos

O violento sismo que atingiu o Equador no sábado provocou pelo menos 480 mortos enquanto 1700 pessoas permanecem desaparecidas três dias após a tragédia, indica um novo balanço anunciado pelas autoridades.

© Guillermo Granja / Reuters

O vice-ministro do Interior, Diego Fuentes, revelou ainda que 2560 pessoas ficaram feridas no abalo com uma magnitude de 7,9º graus na escala de Richter, que atingiu a costa equatoriana do Pacífico no sábado.

O terramoto, registado às 18:58 locais (00:58 de domingo em Lisboa), ocorreu a dez quilómetros de profundidade e com o epicentro a cerca de 173 quilómetros da capital do Equador, Quito, e a apenas 28 quilómetros da cidade costeira de Muisne (noroeste), informou o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), que monitoriza a atividade sísmica mundial.

Lusa

  • Inspetores do SEF cansados das promessas do Governo
    1:00

    País

    O sindicato do SEF garante que a segurança contra o terrorismo vai ser assegurada na greve de quinta-feira e sexta-feira nos aeroportos. Acácio Pereira, do sindicato, diz que os inspetores são quase escravos e que estão fartos das promessas do Governo. A greve deverá afetar cerca de 30 mil pessoas.