sicnot

Perfil

Mundo

Três membros de família indiana mortos após alegada ligação a sacrifícios humanos

Três membros de uma família indiana foram mortos no domingo depois de trancados numa casa por desconhecidos, que a incendiaram de seguida, na sequência de rumores que davam conta de envolvimento em sacrifícios humanos, indicou hoje a polícia local.

Arquivo Reuters

Segundo Kartih S., chefe da polícia do distrito de Lohardaga, no Estado de Jharkhand, as autoridades policiais indianas prenderam domingo, após o incidente, pelo menos dez homens, depois de centenas de habitantes locais armados com bastões e armas pontiagudas terem atacado a família vitimada.

"Correu o rumor de que teriam raptado crianças para sacrifícios humanos. Logo depois, deu-se o ataque", acrescentou Kartik, adiantando que as autoridades policiais conseguiram resgatar cinco outros membros da mesma família da residência situada em Lohardaga, a 75 quilómetros de Ranchi, capital estadual.

O chefe da polícia local referiu que vários elementos da população local acusaram de feitiçaria o chefe da família vitimada, Gowardhan Bhagat.

Segundo a imprensa local, Bhagat esteve preso há alguns anos, alegadamente por ter decapitado um cidadão local, o que alimentou os receios do seu envolvimento em rituais satânicos.

"Não temos qualquer prova de que (Bhagat) tenha raptado crianças para rituais de sacrifício humano", garantiu Kartik, acrescentando que a polícia está a investigar se o ataque foi orquestrado devido a vinganças pessoais.

Cerca de 2.100 pessoas, na maioria mulheres, foram mortas na Índia entre 2000 e 2012 após terem sido acusadas de bruxaria, segundo dados do Gabinete Nacional de Registo de Crimes.

Alguns estados indianos, incluindo o de Jharkhand, criaram legislação especial para tentar dissuadir os crimes desta natureza.

No entanto, há indicações de sacrifícios humanos ocasionais nas zonas rurais e remotas da Índia.

Segunda-feira, a polícia de Nova Deli resgatou um bebé de quatro meses e deteve três homens, um deles o próprio tio, alegadamente vendida a feiticeiro para sacrifício.

  • As novas rotas da TAP em 2017
    1:59

    Economia

    No próximo ano, a TAP vai passar a voar para o Canadá. Além de Toronto, a companhia aérea vai também abrir cinco novas rotas para a Europa e aumentar algumas frequências. Fique a conhecer quais são.

  • Leica: a marca lendária entre os fotógrafos
    5:54