sicnot

Perfil

Mundo

Três membros de família indiana mortos após alegada ligação a sacrifícios humanos

Três membros de uma família indiana foram mortos no domingo depois de trancados numa casa por desconhecidos, que a incendiaram de seguida, na sequência de rumores que davam conta de envolvimento em sacrifícios humanos, indicou hoje a polícia local.

Arquivo Reuters

Segundo Kartih S., chefe da polícia do distrito de Lohardaga, no Estado de Jharkhand, as autoridades policiais indianas prenderam domingo, após o incidente, pelo menos dez homens, depois de centenas de habitantes locais armados com bastões e armas pontiagudas terem atacado a família vitimada.

"Correu o rumor de que teriam raptado crianças para sacrifícios humanos. Logo depois, deu-se o ataque", acrescentou Kartik, adiantando que as autoridades policiais conseguiram resgatar cinco outros membros da mesma família da residência situada em Lohardaga, a 75 quilómetros de Ranchi, capital estadual.

O chefe da polícia local referiu que vários elementos da população local acusaram de feitiçaria o chefe da família vitimada, Gowardhan Bhagat.

Segundo a imprensa local, Bhagat esteve preso há alguns anos, alegadamente por ter decapitado um cidadão local, o que alimentou os receios do seu envolvimento em rituais satânicos.

"Não temos qualquer prova de que (Bhagat) tenha raptado crianças para rituais de sacrifício humano", garantiu Kartik, acrescentando que a polícia está a investigar se o ataque foi orquestrado devido a vinganças pessoais.

Cerca de 2.100 pessoas, na maioria mulheres, foram mortas na Índia entre 2000 e 2012 após terem sido acusadas de bruxaria, segundo dados do Gabinete Nacional de Registo de Crimes.

Alguns estados indianos, incluindo o de Jharkhand, criaram legislação especial para tentar dissuadir os crimes desta natureza.

No entanto, há indicações de sacrifícios humanos ocasionais nas zonas rurais e remotas da Índia.

Segunda-feira, a polícia de Nova Deli resgatou um bebé de quatro meses e deteve três homens, um deles o próprio tio, alegadamente vendida a feiticeiro para sacrifício.

  • Patinadora enfrenta "pesadelo" nos Olímpicos

    Desporto

    A patinadora Gabriella Papadakis enfrentou na segunda-feira um dos "piores pesadelos" da sua vida, durante a estreia nos Jogos Olímpicos de Inverno, em Pyeongchang, na Coreia do Sul. Durante a apresentação, a parte de cima do vestido da francesa saiu do lugar e revelou parte do seu seio. Mas este não foi o único caso de incidentes com figurinos. Também a sul-coreana Yura Min quase ficou despida durante a sua apresentação.

    SIC

  • O vestido de Jennifer Lawrence que está a dar que falar

    Cultura

    Jennifer Lawrence escolheu um vestido arrojado para usar na sessão fotografia do próximo filme e a internet reagiu. Muitas foram as críticas feitas, que davam conta de uma roupa "demasiado reveladora" para o frio que se fazia sentir em Londres. Mas Jennifer Lawrence não deixou passar, criticando os comentários "sexistas" e "nada feministas".

    SIC

  • Proposta criação de 77 mil empregos através de uma descida da TSU
    1:23
  • Governo enfrenta vaga de contestação
    2:35

    Economia

    O Governo enfrenta uma onda de contestação. Guardas prisionais, procuradores, professores, médicos e enfermeiros descontentes ameaçam com greves nos diferentes setores, já nos meses de março e abril.

  • 296 mortos em 2 dias de bombardeamentos em Ghouta Oriental
    2:16
  • Tiroteio na Florida foi o 18.º registado em meio escolar nos EUA desde janeiro
    1:25