sicnot

Perfil

Mundo

Alemanha pede à Bélgica para encerrar dois reatores nucleares para testes de segurança

A Alemanha pediu à Bélgica para parar os seus reatores nucleares Tihange 2 e Doel 3, reabertos recentemente após uma longa pausa, para a realização de mais testes sobre a sua segurança, indicou hoje o Ministério do Ambiente.

© Vincent Kessler / Reuters

Berlim tinha pedido a uma comissão de peritos alemães para analisar a segurança dos dois reatores, que representam um terço da potência dos sete reatores belgas.

Tihange 2 e Doel 3 estiveram parados dois anos por receios acerca da sua segurança, devido à existência de fissuras, mas recomeçaram a funcionar em dezembro.

Os especialistas alemães "não têm indícios concretos" que as fissuras representem um perigo, "mas também não podem confirmar que não seja o caso", segundo um comunicado do ministério.

"É por isso que considero que seria bom parar provisoriamente os reatores, para realizar outros testes", declarou a ministra alemã Barbara Hendricks citada no comunicado.

"Fiz o pedido junto do governo belga", adiantou, "(...) isso mostraria que a Bélgica leva a sério as preocupações do seu vizinho alemão".

A Alemanha, que está a fechar os seus reatores nucleares, preocupa-se com o facto das instalações dos seus vizinhos poderem representar uma ameaça para a sua segurança. Além dos belgas, tem pedido a Paris para fechar as centrais de Cattenom, na região de Lorena, e de Fessenheim, na Alsácia.

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".