sicnot

Perfil

Mundo

Aumenta para 64 o número de mortos no atentado no Afeganistão

O número de vítimas mortais do atentado com um camião armadilhado, na terça-feira, em Cabul, aumentou para 64, anunciou hoje o governo afegão acrescentando que se registam 347 feridos.

Cabul, Afeganistão

Cabul, Afeganistão

© Ahmad Masood / Reuters


"Infelizmente, 64 pessoas, maioritariamente civis, morreram e 347 encontram-se feridas", disse hoje o ministro do Interior do Afeganistão, Sediq Sediqi, durante uma conferência de imprensa em Cabul.

Os talibãs utilizaram um camião armadilhado para atingirem os serviços de informações do governo de Ashraf Gani, no primeiro atentado da denominada "ofensiva da primavera", que tinha sido anunciada pelos extremistas na semana passada.

"Estamos ainda à espera dos resultados das investigações sobre o atentado para apurarmos de que forma os talibãs conseguiram atingir esta zona", disse o ministro do Interior, referindo-se à área de alta segurança que foi alvo do ataque.

O atentado verificou-se na zona de estacionamento e de reparação de veículos situada na área de alta segurança da capital do país, junto do edifício onde se encontram instalados os membros da segurança dos membros do governo e das Forças Armadas do Afeganistão.

O chefe do Departamento de Emergências do Ministério do Interior, Homayoon Aini, disse na terça-feira que o atentado pretendia atingir a Direção Nacional de Segurança (NDS), dos serviços de informações do Afeganistão.

Hoje, o ministro do Interior indicou que foram transmitidas instruções à polícia para o reforço das medidas de segurança nas principais cidades do país.

O atentado ocorre numa altura em que o executivo tenta manter os canais para o diálogo com os grupos extremistas e uma semana depois de ter sido anunciado o primeiro plano quinquenal sobre medidas para enfrentar o conflito permanente no país.

Entretanto, o gabinete do chefe do governo anunciou que foi suspensa temporariamente a visita de Abdulah Abdulah ao Paquistão, programada desde 2014, tendo sido renovadas as acusações de Cabul contra Islamabad sobre o apoio paquistanês aos talibãs.

  • "Espero que num prazo muito breve seja tudo esclarecido"
    1:34

    País

    O ministro do Trabalho e da Segurança Social disse hoje que é preciso aguardar pelo resultado da inspeção que está a ser feita às contas da associação Raríssimas. Vieira da Silva espera que tudo seja esclarecido o mais rapidamente possível.

  • As contradições do (ainda) secretário de Estado da Saúde
    1:58

    País

    Antes do pedido de demissão, o secretário de Estado da Saúde foi, na tarde de terça-feira, confrontado com uma série de novos documentos pela reportagem da TVI. Manuel Delgado é confrontado com uma série de acusações e entra, várias vezes, em contradição.

  • Brinquedos tecnológicos para oferecer no Natal
    5:33
  • Aniversário de Marcelo passado nas comemorações dos 700 anos da Marinha
    1:45

    País

    O Presidente da República defende que é preciso continuar a investir na Armada, nas pessoas, nas capacidades e no apoio de retaguarda. No dia em que fez 69 anos, Marcelo Rebelo de Sousa esteve nas comemorações dos 700 da Marinha, onde sublinhou os sete séculos de conquistas e de combates navais.

  • Costa anuncia reunião sobre neutralidade carbónica em fevereiro
    2:03

    País

    O Presidente francês defende que é preciso ir mais longe e mais rápido na luta contra as alteração climáticas, numa resposta à decisão de Donald Trump de retirar os EUA do Acordo de Paris. Em fevereiro, será a vez de Portugal organizar uma reunião sobre energia e transportes.