sicnot

Perfil

Mundo

Aumenta para 64 o número de mortos no atentado no Afeganistão

O número de vítimas mortais do atentado com um camião armadilhado, na terça-feira, em Cabul, aumentou para 64, anunciou hoje o governo afegão acrescentando que se registam 347 feridos.

Cabul, Afeganistão

Cabul, Afeganistão

© Ahmad Masood / Reuters


"Infelizmente, 64 pessoas, maioritariamente civis, morreram e 347 encontram-se feridas", disse hoje o ministro do Interior do Afeganistão, Sediq Sediqi, durante uma conferência de imprensa em Cabul.

Os talibãs utilizaram um camião armadilhado para atingirem os serviços de informações do governo de Ashraf Gani, no primeiro atentado da denominada "ofensiva da primavera", que tinha sido anunciada pelos extremistas na semana passada.

"Estamos ainda à espera dos resultados das investigações sobre o atentado para apurarmos de que forma os talibãs conseguiram atingir esta zona", disse o ministro do Interior, referindo-se à área de alta segurança que foi alvo do ataque.

O atentado verificou-se na zona de estacionamento e de reparação de veículos situada na área de alta segurança da capital do país, junto do edifício onde se encontram instalados os membros da segurança dos membros do governo e das Forças Armadas do Afeganistão.

O chefe do Departamento de Emergências do Ministério do Interior, Homayoon Aini, disse na terça-feira que o atentado pretendia atingir a Direção Nacional de Segurança (NDS), dos serviços de informações do Afeganistão.

Hoje, o ministro do Interior indicou que foram transmitidas instruções à polícia para o reforço das medidas de segurança nas principais cidades do país.

O atentado ocorre numa altura em que o executivo tenta manter os canais para o diálogo com os grupos extremistas e uma semana depois de ter sido anunciado o primeiro plano quinquenal sobre medidas para enfrentar o conflito permanente no país.

Entretanto, o gabinete do chefe do governo anunciou que foi suspensa temporariamente a visita de Abdulah Abdulah ao Paquistão, programada desde 2014, tendo sido renovadas as acusações de Cabul contra Islamabad sobre o apoio paquistanês aos talibãs.

  • DIRETO: Célula terrorista preparava grande atentado na Catalunha

    Ataque em Barcelona

    Uma das vítimas mortais do atentado em Barcelona era de Lisboa e há uma outra portuguesa, a sua neta, desaparecida. A polícia procura quatro jovens e há outras quatro detenções confirmadas. Os autores dos ataques na Catalunha, que mataram 14 pessoas e feriram 140, pertenciam ao mesmo grupo. Siga aqui as últimas informações, ao minuto.

    Em atualização

  • Vídeo mostra passagem da carrinha a alta velocidade nas Ramblas
    0:33
  • O momento em que os suspeitos foram abatidos em Cambrils
    2:35

    Ataque em Barcelona

    Em Cambrils, também na Catalunha, foram mortos cinco alegados terroristas que atropelaram várias pessoas, uma morreu e seis ficaram feridas, quando escapavam a uma perseguição policial, esta madrugada. As autoridades investigam uma eventual relação entre os dois atentados. Nota: chamamos à atenção para a violência das imagens, que podem chocar os espetadores mais sensíveis.

  • Nível de ameaça terrorista em Portugal continua moderado
    1:31

    Ataque em Barcelona

    O primeiro-ministro garantiu hoje que, para já, o nível de ameaça terrorista em Portugal não vai ser alterado (o nível está no 4 em 5). Já o Presidente da República disse que não há tolerância possível e garante que há medidas preparadas caso o mesmo cenário venha a acontecer em Portugal.

  • Vento e calor provocam reacendimentos em Mação
    1:55

    País

    As temperaturas altas e o vento forte estão a provocar reacendimentos em Mação. No terreno mantêm-se cerca de 800 bombeiros, numa altura que que há receio que as chamas voltem a ficar ativas, como explica o repórter Rui Carlos Teixeira.