sicnot

Perfil

Mundo

Sismos no sudoeste do Japão danificaram mais de 9 mil edifícios

Os sismos que atingiram na quinta-feira e no sábado as prefeituras de Kumamoto e Oita, na ilha de Kyushu, sudoeste do Japão, causaram danos em mais de nove mil edifícios, segundo a imprensa local.

© KYODO Kyodo / Reuters

Os abalos, os mais fortes sentidos no Japão desde aquele que gerou o devastador 'tsunami' de março de 2011, causaram até agora 47 mortos, cinco desaparecidos e mais de mil feridos, enquanto 125 mil pessoas continuam deslocadas, informam as autoridades locais.

Os sismos causaram também danos estruturais em 9.049 imóveis e destes, cerca de mil ficaram completamente destruídos, a maioria na localidade de Mashiki (Kumamoto), segundo dados compilados pela agência de notícias Kyodo.

O primeiro terramoto, de 6,5 graus, atingiu o país na noite de quinta-feira, enquanto o outro, de 7,3, aconteceu na madrugada de sábado, provocando a queda de construções e deslizamentos de terras.

Até às 10:00 de hoje (02:00 em Lisboa) foram registadas mais de 681 réplicas, segundo dados da Agência Meteorológica do Japão, incluindo 89 com intensidade superior a quatro graus.

Lusa

  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Ministra admite que a maioria dos incêndios começaram por mão humana
    1:57

    País

    A Ministra da Administração Interna admitiu esta quarta-feira que a maioria dos incêndios deste ano começaram por mão humana, mas Constança Urbano de Sousa entende que é cedo para tirar outras conclusões. Já o vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Adelino Gomes, diz que não há duvidas e fala em terrorismo organizado. 

  • Sismo na região de Lisboa sentido num raio de 150km
    3:19