sicnot

Perfil

Mundo

Parlamento timorense apoia candidatura de António Guterres à ONU

O Parlamento Nacional timorense aprovou esta semana por unanimidade uma resolução de apoio à candidatura de António Guterres ao cargo de secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

© Denis Balibouse / Reuters

"António Guterres é detentor de uma experiência incomparável no plano internacional, que, aliada ao seu carácter humanista, integridade e elevada capacidade diplomática, o tornam um candidato altamente qualificado para ocupar o cargo de secretário-geral das Nações Unidas", refere a resolução.

"Assim, o Parlamento Nacional expressa o seu apoio e apresenta os maiores votos de sucesso à candidatura de António Guterres ao cargo de secretário-geral das Nações Unidas", acrescenta o texto.

A resolução destaca a "longa carreira política dedicada ao serviço público" do ex-primeiro-ministro português e ex-alto comissário das Nações Unidas para os Refugiados, marcada pela "acérrima defesa dos mais altos valores e princípios universais dos direitos humanos".

O parlamento timorense sublinha que António Guterres, nesses dois cargos, "defendeu e promoveu com determinação os princípios e valores essenciais da paz, da solidariedade e do desenvolvimento sustentável da Humanidade".

"Durante o seu mandato como primeiro-ministro de Portugal, os esforços diplomáticos de António Guterres foram determinantes para colocar a questão da autodeterminação de Timor-Leste em discussão no plano internacional", lê-se na resolução.

Algo que contribuiu "de forma decisiva para a realização do referendo em agosto de 1999 que conduziu à libertação do povo timorense e restauração da independência e, depois, para a intervenção das Nações Unidas no território nacional, de modo a pôr fim à onda de violência que se seguiu à realização do referendo e anúncio dos resultados", nota a resolução.

Lusa

  • António Guterres elogiado pelo discurso claro e seguro
    2:20

    Mundo

    António Guterres foi ouvido na sede da ONU para apresentar o programa com que se candidata a secretário-geral da organização e acabou por ser elogiado pelo discurso claro e seguro. Foi uma espécie de entrevista em que disse que a experiência como Alto Comissário para os Refugiados o preparou para assumir a responsabilidade máxima na ONU e também falou na capacidade de diálogo que teve enquanto chefiou o governo português.

  • Vala comum com 6 mil corpos em Mossul
    1:43
  • À redescoberta da Madeira, 16 anos depois
    1:59
  • A menina que os pais queriam chamar "Allah"

    Mundo

    ZalyKha Graceful Lorraina Allah tem 22 meses, anda não sabe ler nem escrever mas já está no centro de um processo judicial contra o Estado da Georgia, nos EUA. Os pais, Elizabeth Handy e Bilal Walk, apoiados por uma ONG, exigem na justiça que o nome seja reconhecido na certidão de nascimento para que a criança possa ser inscrita na escola, na segurança social ou nos registos e notoriado. O casal já tem um filho de 3 anos que se chama Masterful Mosirah Aly Allah.

  • Samsung vai vender modelos reparados do Galaxy Note 7

    Economia

    A Samsung Electronics anunciou hoje que vai vender e alugar telemóveis reparados do modelo Galaxy Note 7 depois de no ano passado a empresa ter decidido suspender a respetiva produção devido a incêndios nas baterrias de íon-lítio.

  • Acidentes em falésias matam 94 pescadores lúdicos

    País

    Mais de 90 pescadores lúdicos morreram nos últimos 19 anos e 137 ficaram feridos em 252 acidentes registados em zona rochosa ou em falésia, a maioria na zona de Lagos, Faro, segundo dados da Autoridade Marítima Nacional.