sicnot

Perfil

Mundo

Sete mortos, incluindo cinco crianças, em tiroteio no Ohio, Estados Unidos

Pelo menos sete pessoas, incluindo cinco crianças, morreram hoje nos Estados Unidos num tiroteio numa propriedade rural da cidade de Peebles, no Estado de Ohio, informaram media locais.

John Minchillo

A cadeia de televisão WLWT citou um pastor local, Phil Fulton, a referir que as autoridades o informaram de que o tiroteio, sobre o qual não há ainda pormenores, provocou a morte de dois adultos e cinco crianças.

A procuradoria do Estado de Ohio, centro-leste dos Estados Unidos, emitiu um comunicado referindo "homicídios múltiplos", mas não avançou mais pormenores.

O gabinete de Investigação Criminal do Ohio (BCI, na sigla em Inglês) informou a cadeia televisiva WJW de que os cadáveres estão em vários locais da estrada rural de Union Hill, sem clarificar se pertencem todos à mesma propriedade.

Várias dezenas de agentes do BCI e outros serviços de segurança deslocaram-se para o local dos acontecimentos, uma propriedade particular a 112 quilómetros de Cincinnati, no condado de Pike.

Desconhece-se de momento se o autor ou os autores do tiroteios estão no local ou se fugiram, bem como o motivo da ocorrência.

"As informações que estão a receber de Peebles são trágicas, além do compreensível. Estamos a seguir os desenvolvimentos de perto e o Estado vai trabalhar com as forças de segurança locais no que for possível", escreveu na rede social Twitter o governador do Ohio e aspirante republicano à Presidência, John Kasich.

A polícia federal (FBI) no Cincinnati "está a acompanhar a situação de perto" e ofereceu ajuda ao condado, segundo uma mensagem que colocou nas redes sociais.

Algumas escolas da zona encerraram os recreios por precaução, se bem que os alunos permaneçam nas salas.

Lusa

  • Família Aveiro na inauguração do Aeroporto Cristiano Ronaldo
    2:34

    País

    A decisão de dar o nome de Cristiano Ronaldo ao aeroporto da Madeira divide opiniões. Contudo, na cerimónia de inauguração desta quarta-feira só se ouviram aplausos. Os madeirenses juntaram-se à porta do aeroporto para ver e receber o melhor jogador do mundo. Também a família do jogador esteve na Madeira para apoiar Ronaldo.

  • A (polémica) mudança de nome do aeroporto da Madeira
    2:00

    País

    O aeroporto da Madeira é desde esta quarta-feira aeroporto Cristiano Ronaldo. O Presidente da República e o primeiro-ministro estiveram juntos na homenagem ao futebolista. A alteração não é consensual entre os madeirenses.

  • O busto de Ronaldo que virou piada no mundo inteiro
    2:04

    País

    No dia em que foi formalizado o novo nome do aeroporto da Madeira, foi também conhecido o busto em bronze de Cristiano Ronaldo e que, desde logo, começou a provocar reações em todo o mundo. As críticas da imprensa internacional não são propriamente positivas e a internet aproveitou para dar contornos humorísticos à criação.

  • Os seus descontos para a Segurança Social estão em ordem?
    7:50
    Contas Poupança

    Contas Poupança

    4ª FEIRA JORNAL DA NOITE

    Os portugueses estão cada vez mais preocupados com a reforma. O valor que se vai receber depende dos descontos que se fizerem para a Segurança Social. Mas há contabilistas que cometem burlas com o dinheiro dos clientes, há esquecimentos, e empresas que deixam de pagar as contribuições por falta de verbas. O Contas Poupança explica-lhe como pode ver neste instante se todos os seus descontos estão nos cofres da Segurança Social, e corrigir algum erro antes que seja tarde demais.

  • "Não há razão para fingirmos que hoje é um dia feliz"
    1:55

    Brexit

    Depois de receber esta quarta-feira a notificação do Brexit, o presidente do Conselho Europeu antecipou negociações difíceis. Donald Tusk diz que agora é preciso minimizar os prejuízos para os cidadãos europeus e para as empresas.

  • "Não há recuo possível"
    2:30

    Brexit

    O processo de saída do Reino Unido da União Europeia começou esta quarta-feira, com a ativação do artigo 50.º do Tratado de Lisboa. A notificação de Theresa May foi feita por carta a Donald Tusk e a primeira-ministra disse que não recuo possível. O processo de negociações levará dois anos e a saída do Reino Unido da União Europeia ficará concluída em 2019.