sicnot

Perfil

Mundo

Líder da oposição sul-africana admite recurso à violência para derrubar Governo

O chefe do partido da oposição sul-africana Combatentes pela Liberdade Económica afirmou, numa entrevista à televisão Al-Jazeera, que "em breve perderá a paciência", admitindo o recurso à violência para derrubar o Governo.

Há vários meses que o partido exige a saída do Presidente da África do Sul, Jacob Zuma, acusando-o de ter corrompido o país.

Há vários meses que o partido exige a saída do Presidente da África do Sul, Jacob Zuma, acusando-o de ter corrompido o país.

© Mike Hutchings / Reuters

"Não temos medo do Exército, não temos medo de combater, nós vamos combater", disse Julius Malema, líder do EFF (na sigla em inglês).

Há vários meses que o partido exige a saída do Presidente da África do Sul, Jacob Zuma, acusando-o de ter corrompido o país.

No final de março, Jacob Zuma foi considerado culpado, pela justiça sul-africana, de ter violado a Constituição, ao recusar devolver parte dos 20 milhões de euros do erário público que gastou em obras na sua residência particular.

Frequentemente, os deputados do EFF perturbam as sessões do parlamento, ao interpelarem a presidente da assembleia sobre pontos do regimento ou exibindo 'slogans' contra Zuma.

O líder dos Combatentes pela Liberdade Económica foi excluído, em 2012, do partido Congresso Nacional Africano (ANC, na sigla em inglês), no poder, quando dirigia a camada mais jovem de militantes.

Julius Malema fundou, posteriormente, o EFF, partido de esquerda radical, que entrou no parlamento após as eleições legistativas de maio de 2014, onde obteve 6,35% dos votos, tornando-se a terceira força política sul-africana.

Lusa

  • Passos explica porque se sentiu irritado com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o Presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas de que foi alvo.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.